sábado, 10 de dezembro de 2011

453 - RECUPERAÇÃO DA MEMÓRIA

por Richard C. Mohs, Ph.D. - traduzido por HowStuffWorks Brasil

Quando quer lembrar de algo, você recupera essa informação em um nível inconsciente, levando-a à sua mente consciente por sua vontade. Embora a maioria das pessoas pense que tem uma memória "boa" ou "ruim", na verdade, a maioria das pessoas são muito boas para lembrar determinados tipos de coisas, e não tão boas para lembrar outras. Se você tiver dificuldade em lembrar de algo, isso não é por culpa de todo o seu sistema de memória, mas sim de um componente ineficiente de uma parte de seu sistema de memória.
Vamos entender como você se lembra de onde colocou determinado objeto. Ao se deitar à noite, você deve registrar onde você o colocou: você deve prestar atenção no local em que o deixa, ou seja, você deve estar consciente de onde o está colocando, ou não poderá se lembrar de sua localização na manhã seguinte. Em seguida, essa informação é guardada, pronta para ser recuperada posteriormente.

Se o sistema estiver funcionando apropriadamente, ao acordar de manhã, você se lembrará exatamente de onde deixou esse objeto. Se você esquecer onde ele está, você pode não ter registrado claramente onde o colocou, ou pode não ter guardado a informação registrada, ou ainda você pode não conseguir recuperar a memória de forma precisa.
Portanto, se não quiser esquecer onde deixou determinado objeto, você terá que trabalhar para se certificar de que os três estágios do processo de lembrança estejam funcionando apropriadamente.
Se você esqueceu de algo, pode ser porque não tenha codificado com bastante eficiência, porque estava distraído no momento em que a codificação deveria estar acontecendo ou porque está tendo dificuldade em recuperar a informação.
Se você "esqueceu" onde colocou determinado objeto, pode nem ter realmente esquecido - em vez disso, a localização dele pode nunca ter chegado à sua memória. Por exemplo, você provavelmente diria que sabe como é uma nota de cinco reais, mas na maior parte das vezes em que viu uma, não codificou realmente sua aparência, então se tentasse descrevê-la, provavelmente não conseguiria.
Distrações que ocorrem enquanto se está tentando lembrar de algo podem realmente atrapalhar a codificação de memórias. Se você estiver tentando ler um relatório comercial no meio de um aeroporto cheio, você poderá pensar que está se lembrando do que leu, mas pode não tê-lo salvado eficientemente na memória.
Finalmente, você poderá esquecer porque está simplesmente tendo problemas para recuperar a memória. Se você já tentou se lembrar de algo alguma vez e não conseguiu, mas depois acabou lembrando, pode ser porque houve alguma incoerência entre as pistas de recuperação e a codificação da informação que estava procurando.
Conforme vamos envelhecendo, nossos problemas de memória tendem a aumentar. Na próxima seção, saberemos como o envelhecimento pode afetar a memória.

452 - MEMÓRIA DE CURTO E LONGO PRAZO

http://saude.hsw.uol.com.br/memoria-humana2.htm
por Richard C. Mohs, Ph.D. - traduzido por HowStuffWorks Brasil

Quando uma memória é criada, ela deve ser armazenada (independente de quão breve seja). Muitos especialistas acham que há três maneiras de se armazenar memórias: primeiro no estágio sensorial, depois, na memória em curto prazo e, por último, na memória em longo prazo. Devido ao fato de não haver necessidade de manter tudo em nosso cérebro, os diferentes estágios da memória humana funcionam como um tipo de filtro que ajuda a nos proteger da enxurrada de informações com as quais somos confrontados diariamente.

A criação de uma memória começa com sua percepção: o registro de informações durante a percepção ocorre no breve estágio sensorial, que geralmente dura somente uma fração de segundo. É sua memória sensorial que permite que uma percepção como um padrão visual, um som ou um toque permaneçam por um breve momento após a estimulação haver terminado.

Após essa primeira centelha, a sensação é armazenada na memória de curto prazo. A memória de curto prazo tem uma capacidade um pouco limitada - ela pode manter sete itens, por não mais de 20 ou 30 segundos por vez. Você pode conseguir aumentar bastante essa capacidade utilizando diversas estratégias de memorização. Por exemplo, um número de dez dígitos como 8005840392 pode ser demais para sua memória de curto prazo manter. Mas, dividido em partes, como um número de telefone, 800-584-0392 pode ficar de verdade em sua memória de curto prazo tempo suficiente para você discar o telefone. Da mesma forma, repetindo o número para si mesmo, é possível manter o relógio da memória de curto prazo reinicializando.

Informações importantes são gradualmente transferidas de sua memória de curto prazo para sua memória de longo prazo. Quanto mais a informação for repetida ou utilizada, maior a probabilidade de ela acabar na memória de longo prazo, ou de ser "guardada". É por isso que estudar ajuda as pessoas a terem um melhor desempenho nas provas. Diferentemente das memórias sensoriais e de curto prazo, que são limitadas e se desfazem rapidamente, a memória de longo prazo pode armazenar quantidades ilimitadas de informações.

As pessoas tendem a armazenar mais facilmente assuntos dos quais já saibam alguma coisa, pois a informação tem mais significado para elas e pode ser mentalmente conectada a informações relacionadas que já estão armazenadas em sua memória de longo prazo. É por isso que alguém que tem uma memória média pode conseguir lembrar de muitas informações sobre um determinado assunto.

A maioria das pessoas pensam na memória de longo prazo ao pensar na "memória" em si, mas a maioria dos especialistas acredita que a informação precisa passar pelas memórias sensorial e de curto prazo antes de poder ser armazenada como uma memória de longo prazo. Para aprender como as informações saem da memória de longo prazo, consulte a próxima seção. Iremos explorar como as memórias são lembradas e o que acontece quando uma memória não pode ser recuperada - um fenômeno que você pode chamar de “esquecimento”.

451 - CODIFICAÇÃO DA MEMÓRIA

Por Richard C. Mohs, Ph.D. - traduzido por HowStuffWorks Brasil
http://saude.hsw.uol.com.br/memoria-humana1.htm

A codificação é o primeiro passo na criação da memória. É um fenômeno biológico, enraizado nos sentidos, que começa com a percepção. Considere, por exemplo, a memória da primeira pessoa pela qual você se apaixonou. Quando você conheceu essa pessoa, seu sistema visual provavelmente registrou as características físicas, como a cor dos olhos e dos cabelos. O sistema auditivo pode ter captado o som de sua risada. Você provavelmente observou o perfume. Você pode até ter sentido o toque de sua mão. Cada uma dessas sensações isoladas viajou para uma parte de seu cérebro chamada hipocampo, que integrou essas percepções conforme foram ocorrendo em uma única experiência - sua experiência com aquela determinada pessoa.

Os especialistas acreditam que o hipocampo, juntamente com outra parte do cérebro chamada de córtex frontal, é responsável por analisar essas diversas entradas sensoriais e decidir se vale a pena lembrar delas. Se valerem a pena, elas podem se tornar parte de sua memória de longo prazo. Conforme indicado anteriormente, essas diversas partículas de informação são, então, armazenadas em diferentes partes do cérebro. Contudo, ainda não se sabe como essas partículas de informação são identificadas e recuperadas depois para formar uma memória coesa.

Embora a memória comece com uma percepção, ela é codificada e armazenada utilizando o idioma da eletricidade e das reações químicas. Funciona da seguinte maneira: as células nervosas se conectam com outras em um ponto chamado sinapse. Toda a ação do cérebro ocorre nessas sinapses, em que pulsos elétricos que carregam mensagens atravessam espaços entre as células.


A descarga elétrica de um pulso entre os espaços dispara a liberação de mensageiros químicos chamados neurotransmissores. Esses neurotransmissores se espalham nos espaços entre as células, conectando-se às células próximas. Cada neurônio pode formar milhares de conexões como essa, fornecendo a um cérebro normal cerca de 100 trilhões de sinapses. As partes dos neurônios que recebem esses impulsos elétricos são chamadas de dendritos, pontas aplumadas dos neurônios que encostam nos neurônios próximos.

As conexões entre os neurônios não são estabelecidas de forma concreta, pois elas mudam o tempo todo. Os neurônios trabalham juntos, em rede, organizando-se em grupos que se especializam em diferentes tipos de processamento de informação. Conforme um neurônio envia sinais para outro, a sinapse entre os dois se torna mais forte. Quanto mais sinais enviados entre eles, mais forte fica a conexão. Assim, com cada nova experiência, o cérebro altera um pouco sua estrutura física. Na verdade, a forma como você utiliza seu cérebro ajuda a determinar como ele é organizado. É essa flexibilidade - que os cientistas chamam de plasticidade - que pode ajudar o cérebro a se reestruturar caso seja danificado.

Conforme você aprende e experimenta, o mundo e alterações que acontecem nas sinapses e nos dendritos, mais conexões são criadas em seu cérebro. O cérebro se organiza e se reorganiza em resposta às suas experiências, formando memórias disparadas pelos efeitos das entradas impulsionadas pela experiência, pela educação ou pelo treinamento.

Essas alterações são reforçadas com o uso, para que conforme você aprenda e pratique as novas informações, circuitos intrincados de conhecimento e memória sejam criados no cérebro. Se você tocar uma parte de uma música diversas vezes, por exemplo, o disparo repetido de determinadas células em uma determinada ordem em seu cérebro torna mais fácil repetir esse mesmo disparo posteriormente. Resultado: você toca a música cada vez melhor. Você poderá tocá-la mais rápido e com menos erros. Se praticá-la tempo suficiente, você a tocará perfeitamente. E se você parar de praticá-la por muitas semanas e depois tentar tocá-la novamente, poderá perceber que o resultado não é mais perfeito. Seu cérebro já começou a esquecer o que você algum dia já conheceu muito bem.

Para codificar apropriadamente uma memória, primeiro, você deve estar prestando atenção. Uma vez que não se pode prestar atenção a tudo o tempo todo, a maior parte do que você encontra todos os dias é simplesmente filtrada, e somente alguns estímulos passam para sua consciência. Se você se lembrasse de qualquer coisinha que já observou, sua memória ficaria cheia até mesmo antes de sair de casa de manhã. O que os cientistas não sabem ao certo é se os estímulos são selecionados durante o estágio da entrada sensorial ou somente após o cérebro processar seu significado. O que temos que saber é se a forma como você presta atenção às informações pode ser o fator mais importante em relação ao quanto daquela situação você se lembra.

A próxima seção oferece detalhes sobre como as informações são armazenadas na memória de curto prazo e na memória de longo prazo.

450 - COMO FUNCIONA A MEMÓRIA HUMANA

CONHEÇA COMO FUNCIONA A MEMÓRIA HUMANA


por Richard C. Mohs, Ph.D. - traduzido por HowStuffWorks Brasil
http://saude.hsw.uol.com.br/memoria-humana.htm

INTRODUÇÃO A COMO FUNCIONA A MEMÓRIA HUMANA

Quanto mais se sabe sobre a memória, melhor se compreende como melhorá-la. Neste artigo você terá uma visão geral básica de como sua memória funciona e de que maneira os efeitos do envelhecimento afetam sua capacidade de lembrar.

O primeiro choro de seu filho, o gosto dos biscoitos de polvilho da sua avó, o cheiro da brisa do oceano. São esse tipos de memórias que formam a experiência contínua de sua vida - elas oferecem uma percepção de personalidade. São elas que fazem você se sentir confortável com pessoas e lugares familiares, conectam seu passado com seu presente e oferecem uma estrutura para o futuro. De certa maneira, é nosso conjunto de memórias coletivas - nossa "memória" como um todo - que nos torna quem somos.

A maioria das pessoas fala sobre a memória como se ela fosse parte de seu corpo. Mas a memória não existe da mesma forma que o corpo - não é algo que se pode tocar. É um conceito que se refere a um processo de lembranças.


No passado, muitos especialistas ficavam satisfeitos em descrever a memória como um tipo de pequeno gabinete de arquivo para pastas de memórias individuais em que as informações eram armazenadas. Outros relacionavam a memória a um supercomputador neural preso ao couro cabeludo humano. Porém, atualmente, os especialistas acreditam que a memória é muito mais complexa e difícil de se compreender - e que ela não está localizada em um determinado local do cérebro por ser um processo que ocorre em todo o cérebro.

Você se lembra do que comeu no café da manhã de hoje? Se a imagem de um grande prato de ovos fritos e bacon surgiu na sua mente, você não a pescou de algum corredor neural fora de rumo. Em vez disso, essa memória foi o resultado de um poder construtivo incrivelmente complexo (um poder que cada um de nós possui) que remontou impressões de memória dispersas a partir de um padrão de células distribuídas em todo o cérebro parecido com uma rede. Sua memória é realmente formada por um grupo de sistemas em que cada um tem um papel diferente na criação, no armazenamento e na lembrança dessas memórias. Quando o cérebro processa as informações normalmente, todos esses sistemas diferentes trabalham perfeitamente em conjunto para fornecer um pensamento coeso.

O que parece ser uma única memória é, na verdade, uma construção complexa. Se pensar em um objeto - digamos, uma caneta - o cérebro lembra do nome do objeto, seu formato, sua função, o som que faz quando desliza sobre o papel. Cada parte da memória do que é uma "caneta" vem de uma região diferente do cérebro. A imagem inteira dessa caneta é ativamente reconstruída pelo cérebro a partir de muitas áreas diferentes. Os neurologistas estão apenas começando a entender como as partes são remontadas em uma peça coerente.

Se você estiver andando de bicicleta, a memória de como operar a bicicleta surge a partir de um conjunto de células cerebrais. A memória de como ir de um lugar a outro vem de outro bloco, a memória de regras de segurança ao se andar de bicicleta vêm de outro e aquele sentimento de apreensão que se tem quando um carro faz uma curva perigosamente perto de você, vem de um outro bloco. Ainda assim, você nunca está consciente dessas experiências mentais separadas, nem que elas estão todas vindo de partes diferentes de seu cérebro porque elas trabalham harmoniosamente juntas. Na verdade, os especialistas nos dizem que não há uma distinção sólida entre como você lembra e como você pensa.

Isso não significa que os cientistas descobriram exatamente como o sistema funciona. Eles ainda não compreendem exatamente como você se lembra ou o que ocorre durante a lembrança. A pesquisa sobre como o cérebro organiza as memórias e onde essas memórias são adquiridas e armazenadas tem sido, por décadas, uma busca interminável entre os pesquisadores. Ainda assim, há informações suficientes para fazer algumas suposições. O processo da memória começa com a codificação, em seguida, passa para o armazenamento e, eventualmente, pela recuperação.

Na próxima postagem, você irá aprender como a codificação funciona e qual é a atividade do cérebro envolvida na recuperação de uma memória.

quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

449 - ÔMEGA 3 E OS BENEFÍCIOS MENTAIS






































O ÔMEGA 3 APRIMORA A PERFORMANCE MENTAL

DA INTERNET

www.corpoperfeito.com.br/Artigo/VisualizacaoArtigo.aspx?IdArtigo=25

O cérebro humano representa apenas 2% do nosso peso total, mas usa aproximadamente 20% do oxigênio consumido por todo nosso corpo quando está em repouso. Ele é um órgão complexo que só recentemente tem sido desvendado.

Você já sabe que os alimentos que comemos influenciam o nosso corpo. Mas o que você não sabe ainda é que eles podem ter muito mais do que uma simples influência no funcionamento do nosso cérebro.

O humor, a motivação e a performance mental estão intimamente ligados aos alimentos que ingerimos.Estudos mostram cada dia mais que algumas substâncias contidas em determinados alimentos podem aumentar a capacidade mental.

Mais de 20% do cérebro é constituído de substâncias gordurosas que desempenham importantes funções. A saúde do nosso cérebro depende não só da quantidade de gordura que ingerimos, mas principalmente do tipo de gordura.

A performance mental exige um tipo específico de gordura encontrado mais frequentemente em peixes, conhecidos como ácidos graxos Omega-3.

Os ácidos graxos Omega-3 são conhecidos por serem componentes fundamentais da membrana externa das células cerebrais. É através dessa membrana que todos os sinais nervosos fluem.

Então a presença de Omega-3 cria um ambiente ideal para a troca rápida de "mensagens" entre as células do nosso cérebro. Se o cérebro para de receber Omega-3, ele procura se adaptar a essa deficiência. Como consequência ele fica "preguiçoso" e as respostas passam a ser mais lentas. Quando esse comportamento é repetido dia-após-dia, o cérebro passa a encarar esse novo estado como sendo o seu novo padrão normal de funcionamento.

É aí que problemas de memória, alterações de humor e dificuldades de aprendizado podem se tornar frequentes.

Estudos mostram que o consumo regular de Omega-3 está ligado aos seguintes benefícios:

•boa concentração;
•boa memória;
•motivação;
•boas habilidades motoras;
•boa velocidade de reação;
•neutralização do stress;

As fontes principais de Omega-3 são os peixes de águas profundas e frias (salmão, atum, bacalhau, arenque, cavalinha, sardinha, truta) e os óleos de peixe.

Para quem não gosta ou não inclui os peixes ou os óleos de peixe no cardápio, as sementes de linhaça e o óleo de linhaça são as melhores alternativas como fonte de Omega-3.

Além de todos esses benefícios para o cérebro, o Omega-3 atua na redução dos níveis de triglicérides e consequentemente reduzir os riscos de doença do coração.

 
CAVALA

OUTROS BENEFÍCIOS DO ÔMEGA 3

DA INTERNET

http://www.bancodesaude.com.br/dieta/os-beneficios-omega-3



Descubra os benefícios do ômega 3 e quais as melhores alimentos fontes deste ácido graxo essencial.

O omega 3 é um tipo de gordura, conhecido como ácido graxo essencial pois é muito importante para uma boa saúde.

O corpo humano não é capaz de produzir omega 3, tendo que obtê-lo da alimentação.

Um grande número de pesquisas vem demonstrando os benefícios do omega 3 para o coração e todo sistema circulatório.


OS BENEFÍCIOS DO ÔMEGA 3 INCLUEM:

•Atividade antiinflamatória;
•Atividade anti-trombos (entupimento dos vasos sanguíneos);
•Redução dos níveis de colesterol e triglicerídeos e
•Redução da pressão arterial.

Os benefícios do omega 3 estendem-se para a redução do risco de desenvolver diversas doenças, incluindo:

•Diabetes;
•Acidente vascular cerebral (derrame);
•Artrite reumatóide;
•Asma;
•Síndromes inflamatórias intestinais (colites);
•Alguns tipos de câncer;
•Declínio mental.

Alguns estudos também indicam que o Omega 3 traz benefícios para o humor, o aprendizado e para o sistema imunológico.


OS MELHORES ALIMENTOS RICOS EM ÔMEGA 3

As melhores fontes de omega 3 são os peixes, algumas espécies possuem maior quantidade.


PEIXES RICOS EM ÔMEGA 3 :

Cavala
Arenque
Sardinha
Salmão
Atum
Bacalhau


OUTRAS IMPORTANTES FONTES DE ÔMEGA 3:

•Semente de linhaça
•Castanhas e nozes
•Óleos vegetais (azeite, óleo de soja, canola)
•Vegetais de folhas verdes escuro.


QUANTO CONSUMIR?

Recomenda-se a ingestão de pelo menos 2 porções de peixe por semana, mas se for possível incluir outras fontes de omega 3 maiores serão os benefícios.


O QUE EVITAR?

Os peixes devem ser assados, cozidos ou grelhados. Não se deve fritá-los, pois este processo destrói o omega 3.

Alguns peixes são pobres em omega 3, dentre eles a tilápia, que contém quantidades de Omega 6 semelhantes à carne vermelha.

Apesar de os benefícios do ômega 3 serem comprovados cientificamente, seu consumo numa dosagem muito além daquela encontrada nos peixes preocupa os pesquisadores, pois ainda não se sabe que efeitos essas altas doses podem ter no organismo a longo prazo. Atualmente ele é largamente comercializado nas farmácias na sua forma concentrada em cápsulas, algo que ainda não foi avaliado pela ciência.

terça-feira, 6 de dezembro de 2011

448 - JOÃO MARQUES (MG) VENCE OLIMPÍADAS ESCOLARES CAT. B MASCULINO

O mineiro JOÃO MARQUES Cassemiro Marques é aluno do Colégio OBJETIVO foi o Campeão Invicto das OLIMPÍADAS ESCOLARES - XADREZ - CAT. B - MASCULINO. Em segundo lugar ficou o enxadrista GEOVANI BRODAY, do Colégio SEPAM, para a alegria de todos os paranaenses. Em terceiro lugar o carioca MIGUEL CARVALHO do Colégio e Curso CEM4. A todos eles e todos os participantes e também, ao nosso querido RAFAEL FÉLIX os nossos parabéns.

Vejam a classficação final:
1 JOÃO MARQUES MG
   COLÉGIO OBJETIVO 5
2 GEOVANI BRODAY PR 
   C SEPAM 4
3 MIGUEL CARVALHO RJ 
   COLEGIO E CURSO CEM 4
4 ALEX SILVA MT
   COLEGIO ISAAC NEWTOW-CIN 3 1/2
5 MARCIO BARBOSA RN
   CONTEMPORÂNEO 3 1/2
6 GUILHERME BASTOS SC
EEB. BELISÁRIO RAMOS 3 1/2
7 DANIEL LIMA PB - GEO TAMBAÚ 3 1/2
8 FELIPE CRISTINO MS - C. SALESIANO DOM BOSCO 3
9 KLEBER SANTOS CB - CE. EURIDES BRANDÃO 3
10 VICTOR OLIVEIRA AM - C. E. LA SALLE 3
11 RAFAEL COSTA PA - DARWIN 2 1/2
12 ESDRAS PARIS BA - CENTRO ED. VITÓRIA RÉGIA 2 1/2
13 MAURICIO SOUZA AC - INSTITUTO SÃO JOSÉ 2 1/2
14 MARCOS MACHADO CE - COLÉGIO PÓLOS 2 1/2
15 JAIRO SCHIEFFELBEIN JUNIOR ES - GRAÇA ARANHA 2
16 LUCAS SANTOS SE - COLÉGIO AMADEUS 2
17 HENRIQUE GRABIN RS - COL EVANG ALBERTO TORRES 2
18 LUIZ COSTA MA - COLÉGIO MASTER 2
19 STEWART SOARES RR - ANA LIBÓRIA 2
20 MATHEUS BRESSANIN SP - COLÉGIO TYTO ALBA 2
21 JOSÉ TAVARES NETO PE - COLÉGIO MILITAR DO RECIFE 1 1/2
22 RAPHAEL SILVA AL - E.E.AURELINA PALMEIRA 1 1/2
23 ERICKSON SILVA PI - E.M. VALTER ALENCAR 1 1/2
24 RAMON LIMA AP - ESCOLA CCA 1
25 PEDRO COELHO TO - COLEGIO TOCANTINS 1
26 PEDRO OLIVEIRA DF - RECANTO DAS EMAS 1/2

Estamos publicando uma sensacional entrevista do colunista Gérson Batista do Clube de Xadrez Online, com o atual Campeão João Marques das Olimpíadas Escolares de 2011, quando este havia vencido o Campeonato Mineiro:
 
"A fórmula do sucesso é foco, pois você precisa saber o que quer; determinação, para poder seguir seus objetivos; e continuidade, para que esses objetivos sejam alcançados. É necessário sempre traçar novas metas..."

Como é de praxe, todos os anos desde a criação do Clube de Xadrez On-Line - CXOL fazemos uma entrevista com o novo campeão mineiro absoluto, já que a empresa CXOL tem sua sede em Minas Gerais, mais precisamente em São Sebastião do Paraíso, no sudoeste do estado, divisa com São Paulo.

Desta feita nosso entrevistado é nada mais nada menos que o campeão mineiro mais jovem de todos os tempos, batendo os recordes do MF Evandro Amorim Barbosa (campeão com 15 anos, na edição de 2007) e o MI Wellington Carlos Rocha (campeão com 16 anos, na edição de 1988).

João Paulo Cassemiro Marques aprendeu xadrez aos seis anos de idade e já nessa época sua mãe, Maria Neuza Cassemiro, o matriculou na Escolinha de Xadrez do Ouro Verde Tênis Clube - conforme foto mais abaixo no texto, onde está junto aos demais alunos do clube.

Sempre contando com o apoio da família, onde sua mãe o acompanha em boa parte dos torneios e seu pai, Paulo Marques, cuida da logística das viagens aos campeonatos e também dos patrocínios, João Paulo foi ano a ano amadurecendo seu xadrez e construindo uma carreira vitoriosa.

Entre outros assuntos, na entrevista João Paulo fala da conquista do Campeonato Mineiro e de como é feito seu treinamento com seus dois técnicos: o MF Evandro Amorim Barbosa e o MI Rodrigo Disconzi da Silva.

Acompanhe então a reportagem com o "menino prodígio", como é carinhosamente tratado pela imprensa esportiva da sua cidade.


Perfil
Nome: João Paulo Cassemiro Marques.
Data de nascimento: 23/3/1996.
Cidade natal e residência: São Sebastião do Paraíso/MG.
Série e local em que estuda: 1º ano do ensino médio no Colégio Objetivo NHN.
Rating Fide: 1975 pontos de Elo.


Entrevista

Bom, começaremos do começo... De onde vem seu interesse pelo xadrez?

Estava em um evento cultural do Colégio Objetivo NHN e meu irmão estava jogando xadrez. Fui lá vê-lo jogar e achei um jogo muito legal.


Você frequentou a Escolinha de Xadrez do Ouro Verde Tênis Clube (OVTC) dos 6 aos 12 anos de idade. Conte-nos como foi esse período.

Foi um período muito bom, pois lá eu contava com aulas do professor Gérson Peres e ajuda nos estudos de Jeovane Cascais Santos. No começo, como eu era mais novo, só jogava e não estudava muito, porém com o tempo fui percebendo que tinha que estudar também para melhorar cada vez mais meu xadrez.


Paralelamente às aulas do OVTC, do 2º ao 5º ano do ensino fundamental você foi aluno do curso de xadrez do Colégio Objetivo NHN, onde estuda até hoje. Acha que essas aulas ajudaram no seu rendimento escolar?

Sim, principalmente nas aulas de matemática, pois eu não era muito bom nesta e, conforme fui jogando xadrez melhorei as notas e também na facilidade com que eu fazia cálculos, resolvia problemas...


Sua família o apoia no xadrez? Se sim, diga em quais aspectos eles auxiliam sua evolução.

Sim, minha mãe sempre me acompanha nos torneios, me ajudando e principalmente me apoiando. Meu pai cuida da logística das viagens e procura patrocínios pra mim.


Liste suas principais conquistas nos tabuleiros.

- Campeão do Mineiro Absoluto, de 2010, em Nova Resende/MG
- Campeão das Olímpiadas Sulamericanas Escolares (por tabuleiro), de 2010, em Lima/Peru
- Campeão da etapa classificatória para o Campeonato Mineiro, de 2010, em SSP/MG
- Campeão dos JEBs, de 2010, em Fortaleza/CE
- Campeão da fase estadual do JEMG, de 2010, em Patos de Minas/MG
- Campeão Brasileiro Sub16, de 2010, em Catanduva/SP(ganhando vaga para os campeonatos Panamericano e Mundial Sub16)
- Campeão da fase regional do JEMG, de 2010, em Formiga/MG
- Campeão da fase microrregional do JEMG, de 2010, em Guaxupé/MG
- Campeão Regional Absoluto, de 2010, em Guaxupé/MG
- Vice-campeão Brasileiro Sub14, de 2010, em Santa Maria de Jetibá/ES
- Campeão Mineiro Sub14, de 2010, em Belo Horizonte/MG
- 3º colocado no Campeonato Mineiro Absoluto, de 2009, em Belo Horizonte/MG
- Campeão da Semifinal do Campeonato Mineiro Absoluto, de 2009, em Belo Horizonte/MG
- Vice-campeão Brasileiro Escolar, de 2009, em Araxá/MG
- Campeão Mineiro Sub14, de 2009, em Belo Horizonte/MG
- 3º colocado no Sulamericano Escolar, de 2008, em Montevidéu/Uruguai
- 3º colocado nas Olimpíadas Escolares, de 2008, em Poços de Caldas/MG
- Campeão Brasileiro Escolar, de 2008, em Poços de Caldas/MG
- Campeão Mineiro Sub12, de 2008, em Poços de Caldas/MG


Qual a melhor partida da sua carreira?

Uma partida disputada durante o Campeonato Panamericano da Juventude contra o paraguaio Matias Latorre.


Brancas: João Paulo Cassemiro Marques (1900)
Pretas: Matias Latorre (2076)

Festival Panamericano da Juventude - Bento Gonçalves/RS
Defesa Francesa (Variante das Trocas) - [C01]
7ª rodada - 6/8/2010


Partida
1.e4 e6 2.d4 d5 3.exd5 exd5 4.Bd3 Bd6 5.Df3 c6 6.Ce2 Ce7 7.Bf4 0-0 8.Cd2 Cg6 9.Bxd6 Dxd6 10.h4 Te8 11.0-0-0 Cf8 12.h5 h6 13.g4 Cbd7 14.g5 hxg5 15.h6 gxh6 16.Cg3 Cb6 17.Dh5 Df6 18.f4 Cc4 19.fxg5 Dxg5 20.Tdg1 Cg6 21.Dxg5 hxg5 22.Ch5 Td8 23.Cf3 g4 24.Cf6+ Rg7 25.Cxg4 Bxg4 26.Txg4 Ce3 27.Tg3 Rf6 28.Ce5 Cc4 29.Cxg6 fxg6 30.Txg6+ Rf7 31.Th7+ Rf8 32.Txb7 Cd6 33.Tc7 Tac8 34.Txd6 1-0


De 4 a 9 de janeiro de 2011 você venceu a Final do Campeonato Mineiro Absoluto, edição 2010. Fale sobre a preparação e dificuldades que encontrou no torneio.

Me preparei para o evento com meu treinador, o MF Evandro Barbosa, onde me ajudou bastante nas preparações que foram bem encaixadas no torneio e também contei com o apoio dele via internet no decorrer do campeonato. As dificuldades ocorreram desde a primeira rodada até a última, pois todos os jogadores eram muito bons e estavam muito bem preparados.


Qual foi a melhor partida que jogou na Final do Mineiro?

Contra o MF Juliano Resende, onde a preparação foi bem encaixada, com um meio-jogo bem jogado e um final muito complexo. Foi uma partida muito importante também pelo fator psicológico, já que naquela rodada ele era um dos principais concorrentes ao título. Vídeo da partida com análise do Prof. Lapertosa


Como é ser o campeão mineiro absoluto mais jovem de todos os tempos?

É muito bom porque Minas Gerais sempre contou com fortes jogadores e eu não estava esperando este título, devido ao forte nível dos outros participantes. Este título também demonstra que estou melhorando o meu xadrez, uma vez que na Final do Campeonato Mineiro Absoluto de 2007 fiquei em último lugar com apenas 1 ponto de 11 disputados.


Você tem dois treinadores atualmente: o MF Evandro Amorim Barbosa e o MI Rodrigo Disconzi da Silva. Como é trabalhar com eles?! Você pode nos dizer acerca do seu treinamento?

É muito bom trabalhar com eles, pois são treinadores excelentes e estão me ajudando a melhorar cada vez mais meu xadrez. Com o Evandro trabalho mais o meu repertório e com o Disconzi, foco nos conceitos e meio-jogo.


Tem algum ídolo no xadrez?

Sim, o GM Alexei Shirov, pois gosto muito da maneira agressiva com que ele joga as suas partidas.


O que faz quando não está jogando xadrez?! Quais seus hobbies?

Quando não estou jogando xadrez gosto de ir à academia, ficar no computador e sair com meus amigos.


Quantas vezes viajou para fora do Brasil para tomar parte em campeonatos e quais foram eles?

Viajei para o Uruguai e Peru, para disputar os Jogos Sulamericanos Escolares, de 2008 e 2010, respectivamente, e para a Grécia, em 2010, para jogar o Campeonato Mundial da Juventude de Xadrez.


Se existe alguma fórmula de sucesso no xadrez com certeza você sabe qual é, pois seus resultados têm mostrado muita maturidade enxadrística. Qual o segredo do seu sucesso?

Foco, pois você precisa saber o que quer; determinação, para poder seguir seus objetivos; e continuidade, para que esses objetivos sejam alcançados. É necessário sempre traçar novas metas.


Você teve uma das arrancadas mais brilhantes entre os brasileiros em termos de performance no ranking da Federação Internacional de Xadrez. De último colocado no ranking em 2007 (com 1.530 pontos de Elo) para cerca de 2.050 pontos na próxima lista da Fide - 1º de março de 2011. Uma trajetória impressionante, com média aproximada de 125 pontos ganhos por ano. Que mensagem você poderia passar aos jogadores que saem ou estão com rating Fide baixo?

Que eles nunca devem desistir. Com o tempo você adquire mais experiência e vai melhorando, subindo a força, e consequentemente o rating. No meu caso, fiz meus blocos quando era mais novo e, devido a uma inversão na publicação dos torneios na FIDE que joguei, meu rating saiu 1530. Mas aí fui jogando vários torneios, comecei a treinar mais e adquiri experiência que me ajudou bastante nessa evolução do meu rating FIDE.


Quais seus próximos passos no xadrez? Quer chegar onde?!

Uma grande meta minha no momento é chegar aos 2300 pontos de rating para me tornar MF, mas principalmente melhorar meu xadrez. Se minha força estiver no nível de 2300, meu rating chegará lá.


Livro ou computador, qual prefere para estudar xadrez?

Prefiro livros porque quando estou no computador fico fazendo outras coisas e não consigo me concentrador direito. Já, quando estou estudando pelos livros me concentro bem e trabalho para melhorar meu jogo. Gosto de usar o computador para revisar algumas linhas de abertura e jogar pela internet.


Você tem patrocinador?

Sim. Conto com o apoio do Sesi-Acissp (através do Dr. Ailton Sillos), Prefeitura Municipal de São Sebastião do Paraíso (através do secretário de esportes Mariano Bícego) e do Colégio Objetivo NHN.


Espaço para agradecimentos e/ou considerações finais.

Gostaria de agradecer ao apoio dos meus pais; ao Gérson Peres Batista, que foi meu primeiro professor e me ajudou bastante no início da minha trajetória e até hoje vem me ajudando; e aos meus atuais técnicos MF Evandro Barbosa e MI Rodrigo Disconzi, que estão me ajudando cada vez mais a melhorar meu nível enxadrístico.

FONTE:
http://www.xadrezon.org/2011/03/entrevista-com-joao-paulo-cassemiro.html

CRÉDITOS DA FOTO:
Clube de Xadrez Online

447 - ELISE KAWABATA (PR) VENCE AS OLIMPIADAS ESCOLARES CAT. B FEMININO

Disputar uma final nas Olimpíadas Escolares Brasileiras não é novidade para Elise Yuriko Kawabata. Ano passado, ela foi a representante do Paraná na competição, representando o Colégio Vicentino Santa Cruz, de Campo Mourão. Em Goiânia, acabou assistindo a vitória de Artemis Pâmela Guimarães sem ao menos ter tido a chance de enfrentar a enxadrista paulista.


Neste ano, o uniforme azul deu lugar ao branco do Colégio Sapiens, de Maringá, onde Elise estuda atualmente. Novamente campeã dos Jogos Colegiais do Paraná, ela ganhou uma nova chance de conquistar o maior título intercolegial do Brasil neste ano, e não desperdiçou.

Com 3,5 em 4, somente a vitória interessava a Elise na manhã de hoje. A adversária era a então invicta Vitória Matheus Ramillo, de São Paulo. No entanto, prevaleceu o xadrez da paranaense, que conseguiu derrubar a última enxadrista com 100% do torneio e, um ano depois de ter conquistado o vice, finalmente teve o gostinho de subir no topo do pódio.

Dois anos depois da conquista de Cintia Rocha Leão, em Maringá, novamente uma enxadrista da seleção de Campo Mourão traz o título para o Paraná. Elise Yuriko Kawabata, campo-mourense e aluna do Colégio Sapiens, de Maringá, é a nova campeã nacional colegial de xadrez.

FONTE:
http://xadrezmaringa.wordpress.com/2011/12/05/olimpiadas-escolares-elise-kawabata-do-parana-e-a-nova-campea-brasileira-colegial/

PARANAENSE KAWABATA CONQUISTA MEDALHA DE OURO NO XADREZ DAS OLIMPÍADAS ESCOLARES 2011


FONTE:
http://www.cob.org.br/noticias/noticias_interna.asp?id=17655

06.12.2011 :: 11h28

A paranaense Elise Yuriko Kawabata, descendente de japoneses, conquistou a medalha de ouro no xadrez feminino das Olimpíadas Escolares 2011, em Curitiba (PR). Nesta segunda-feira, dia 5, jogando com as peças brancas, ela venceu a paulista Vitória Ramillo, que estava invicta no torneio, alcançando 4,5 pontos em cinco partidas. Ramillo, da Escola Estadual Basy Bassit (SP), ficou com a prata e a mineira Fernanda Rodrigues, do Sesi Belo Horizonte (MG), levou o bronze. As duas encerraram a competição com quatro pontos.


Medalha de prata em Goiânia 2010, Kawabata era apenas a terceira pré-classificada com 1942 pontos de rating. Na partida decisiva ela ousou para alcançar a vitória. "Se eu empatasse estaria fora do pódio. Então mudei minha estratégia, fiz uma abertura diferente e deu certo", disse a jovem de 17 anos, que mora em Maringá (PR).

Kawabata se surpreendeu com o título. "Não tenho me dedicado muito ao xadrez. Vou fazer vestibular para Direito. Por isso, estou me concentrando nos estudos e tenho pouco tempo para outras atividades", afirmou a estudante do Colégio Sapiens. A jovem joga desde os 11 anos, quando começou a ser treinada pelo técnico Artur Fernando, seu técnico até hoje.

As competições de xadrez aconteceram na Universidade Positivo, no Ginásio de Dança. No torneio feminino, 23 enxadristas estiveram presentes, todas campeãs estaduais. Duas delas - Fernanda Rodrigues e Vitória Ramillo - são ranqueadas pela Federação Internacional de Xadrez (FIDE) e 14 possuem ranking na Confederação Brasileira de Xadrez (CBX). Fernanda, com rating 2077, era a primeira pré-classificada e a mais nova da turma - completa 15 anos no dia 19 deste mês.

O torneio de xadrez das Olimpíadas Escolares foi disputado no sistema suíço em cinco rodadas. Cada jogadora tinha uma hora e um minuto para movimentar suas peças. Em Curitiba, os jovens atletas contaram com a presença do Embaixador da modalidade, o curitibano Jaime Sunyé, Mestre Internacional (MI) desde 1980.

As Olimpíadas Escolares são organizadas e realizadas pelo Comitê Olímpico Brasileiro, correalizadas pelo Ministério do Esporte, com a direção técnica das Confederações Brasileiras Dirigentes de Esportes Olímpicos e apoio da Prefeitura Municipal de Curitiba e Governo do Estado do Paraná.


A classificação ficou assim:
1 ELISE KAWABATA PR - C SAPIENS 4 1/2

2 VITÓRIA RAMILLO SP - EE DEP. BADY BASSIT 4
3 FERNANDA RODRIGUES MG - SESI - BH 4
4 DAIANE PEREIRA RN - CONTEMPORÂNEO 4
5 MARIA GALVANI MS - COL. HERMEZINDO GONZALES 4
6 PAULA NOIA SE - IFS 3
7 TAINÁ DURANTE SC - CNEC. JÚLIO C. R. NEVES 3
8 ALLANA SANTOS RR - A C N 3
9 MAIRA ANDRADE PA - TEODORA BENTES 3
10 INGRA CAVALCANTI PE - COLÉGIO GEO PETROLINA 3
11 VHENDALA PIMENTA MT - COLEGIO ISAAC NEWTOW-CIN 3
12 AMANDA ALVES RS - COLEGIO MURIALDO PAULO VI 2 1/2
13 GLAUCIA OLIVEIRA AM - IFAM-CENTRO 2 1/2
14 JÉSSICA SÁ MA - BATISTA DLT 2 1/2
15 ANA OLIVEIRA PB - COLÉGIO MOTIVA C GRANDE 2
16 DANIELE SCHULZ ES - MEPES 2
17 MARIA LEMOS AL - E.E.AURELINA PALMEIRA 2
18 MARINA REIS DF - COLÉGIO MILITAR BRASÍLIA 2
19 MARIA LOPES CE - EEIEF JOÃO PAULO SAMPAIO 2
20 KIM SOUZA CB - C. E. FRANCISCO ZARDO 1
21 FERNANDA BARBOSA PI - U E ANTÔNIO TARCISO 1
22 TAYLANY SILVA TO - CEM CASTRO ALVES 1
23 LORENA ALMEIDA BA - COLÉGIO DECISÃO 1

446 - OLIMPÍADAS ESCOLARES RESULTADOS DA 5ª RODADA

Após três dias de jogos das Olimpíadas Escolares de 2011, a modalidade Xadrez apresenta os seus resultados finais. Foram 05 rodadas pelo Sistema Suíço de Emparceiramento com o tempo de reflexão de 61 minutos, com obrigatoriedade de anotação dos lances em planilha oficial.

O certame foi realizado na cidade de Curitiba, Estado do Paraná sob organização do Comitê Olímpico Brasileiro e da Confederação Brasileira de Xadrez, as disputas enxadrísticas adotaram os seguintes critérios para desempate, conforme segue pela ordem:

1. Milésimos medianos.
2. Milésimos totais.
3. Somatório progressivo.
4. Somatório progressivo corrigido.
5.Sonneborn-Berger.
6. Sorteio.

A organização primou pela seriedade e cumprimento do regulamento oficial, exigindo que os jogadores ficassem sentados aguardando o início da partida, no cumprimento dos horários estabelecidos em obediência ao relógio oficial da competição. A tolerância foi zero para os jogadores atrasados, acarretando na perda de pontos, segundo orientação da Federação Internacional de Xadrez.

A 5ª RODADA, a última da competição apresentou os seguintes resultados:

FEMININO:

5ª RODADA
MASCULINO:

CLASSIFICAÇÃO FINAL

FEMININO:

MASCULINO:



COMENTÁRIOS:
1- Devemos parabéns aos nossos representantes. Lutaram bravamente e por pouco não tivemos a nossa Maira Suellen Andrade no pódio. Caso vencesse o jogo da 5ª rodada a nossa representante ficaria em 3º lugar, pela simulação realizada por nós. Talvez não ficasse nesta posição sob os critérios refinados da competição;
2- Observei meticulosamente que a organização apresentou no boletim da 5ª rodada o emparceiramento da atleta Maria Lemos, no 3º emparceiramento VHENDALA PIMENTA (MT) 1X0 MARIA LEMOS (AL) e, no 7º emparceiramento MARIA LEMOS (AL) 1 X 0 TAYLAND SILVA (TO). Sinceramente acredito que aconteceu algum equívoco da mesa;
3- A vitória de RAFAEL FÉLIX na 5ª rodada o levaria para a 5ª colocação, um bom posto para nosso atleta;
4- Estranheir a forma como os emparceiramentos foram publicados, fugindo ligeiramente do modo tradicional do Sistema Swiss Perfect 98. Talvez tenha sido utilizado o Swiss Manager, cujo acesso e uso está restrito à alguns árbitros.

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

445 - OLIMPÍADAS ESCOLARES - RESULTADOS DA 3ª E 4ª RODADAS



Novamente conseguimos os boletins das Olimpíadas Escolares e publicamos os resultados da 3ª e 4ª rodadas. Os boletins foram publicados às 19:21 horas. Vejam os resultados:

FEMININO:

MASCULINO:


FEMININO:
Vejamos a CLASSIFICAÇÃO PARCIAL APÓS A4ª RODADA. A competição vai terminar no dia de hoje, teremos apenas mais uma rodada e, a garota Maira Suellen está em 6º lugar, apenas 1 ponto da líder e uma vitória poderá levá-la bem próximo do título.


MASCULINO:
O nosso garoto Rafael Félix ainda tem condições de uma boa colocação. Está em 7º lugar, atrás 1 ponto e meio do líder. Dá prá chegar, com uma vitória em uma boa classificação. Vejam a tabela de CLASSIFICAÇÃO PARCIAL APÓS A 4ª RODADA:


Até o presente momento a organização das Olimpíadas Escolares liberou apenas uma fotografia dos jogos de xadrez. Por que será?

Curiosamente, também, não foi divulgado no respectivo boletim, como vinha sendo publicado os emparceiramentos para a 5ª RODADA. Por que?

domingo, 4 de dezembro de 2011

444 - OLIMPÍADAS ESCOLARES - RESULTADOS DA 1ª e 2ª RODADAS

Vamos postar diariamente Boletins contendo os resultados das Olimpíadas Escolares que estão acontecendo em Curitiba no Estado do Paraná.

O Estado do Pará conta com dois representantes, no masculino Rafael Félix e no feminino Maira Suellen. Na primeira rodada o Rafael Félix brilhou e venceu com xeque-mate na primeira rodada e empatou na segunda e a Maira Suellen perdeu pelo fator tempo na primeira rodada e venceu na segunda.

Vejam os resultados através dos Boletins Oficiais:

FEMININO



MASCULINO



TERCEIRA RODADA
FONTE DAS INFORMAÇÕES:
http://www.olimpiadasescolares.com.br/downloads/resultados/boletim%2004%20-%20xadrez%20completo.pdf