sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

257 - MELHORES ESCOLAS PÚBLICAS DE MARABÁ DO 6º AO 9º ANO

O Clube de Xadrez, a partir de levantamento realizado, apresenta o ranking com as melhores escolas do município de Marabá, considerando as notas do IDEB.


O índice reflete a qualidade do ensino praticado nas escolas. Assim, se você está escolhendo uma escola pública para matricular o seu filho, este ranking servirá para demonstrar a qualidade do ensino. Quanto mais elevadas as notas, melhor o ensino ofertado.




MEDALHA DE OURO
Na presente tabela estão, certamente, as três melhores escolas de Marabá do 6º ao 9º ano. A EMEF Duque de Caxias já apareceu, também, no ranking como melhor escola do 1º ao 5º ano. As notas ficaram acima da média municipal, nota 4,0 dígna de Medalha de Ouro.

Outros importantes destaques vão para as Escolas Anízio Teixeira e Salomé Carvalho, ambas com nota 4,7.

As demais Escolas recebe os parabéns por estarem acima da média municipal, nota 4,0. Mas, como saber se uma nota é boa? Quando ela está igual ou acima da nota 6 - que representa um ensino de qualidade.

É bom lembrar que as médias do Ensino Fundamental são:


MÉDIAS DO ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO 
1ª a 4ª série é 4,6,
5ª a 8ª série é 4,0 e 
Ensino Médio é 3,6.

Se a nota da escola de seu filho for maior do que essas, já é um resultado razoável. Se for menor, é mais preocupante. O que importa, porém, é como a escola traçará suas metas a partir dos resultados, havendo melhora a cada ano. "Quando uma escola se depara com uma nota mais baixa ou mais alta que a escola vizinha, que recebe alunos com perfil semelhante ao dos seus, ela certamente vai se perguntar quais elementos foram determinantes para aquela nota, quais condições permitiram que um ou outro estabelecimento obtivesse melhor desempenho e, assim, poderá planejar as intervenções necessárias", sinaliza Reynaldo Fernandes, presidente do Inep (Instituto Nacional de Estudos e de Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira).



AS TRÊS MELHORES ESCOLAS - HISTÓRICOS
EMEF DUQUE DE CAXIAS
4,0 em 2005;
4,1 em 2007 e em
4,9 em 2009

EMEF ANÍSIO TEIXEIRA
4,0 em 2005;
3,8 em 2007 e em
4,7 em 2009


EMEF SALOMÉ CARVALHO
3,7 em 2005;
3,8 em 2007 e
4,7 em 2009.


As escolas constantes na tabela ao lado, com notas abaixo da média municipal, apresentam situação preocupantes. Algumas estão bem próxima da média local. Parecem que precisam de muito pouco para alcançar melhor posição.

Entretanto, não se trata de uma escola com desempenho ruím. Podemos considerar preocupante, até. Está sinalizando que algo deixou de ser realizado ou que precisa melhorar sua estratégia de ensino.

As avaliações do IDEB vão, desde nota 0 até nota 10. Significa que, apenas a mudança da merenda por uma refeição razoável não vai fazer muita diferença.

Aliás, os pais poderiam estar conversando com os diretores para verem o que podem fazê-lo para contribuir com a estratégia de ensino-aprendizagem da Escola.

NOTAS MAIS BAIXAS
Escola Prof. Adão Machado da Silva com nota 2,9 registrada em 2009;
Escola Irmã Theodora com notas: 3,0 em 2005; 3,4 em 2007 e em 2009 nota 2,9;
Escola Prof. Raimundo Gomes 2009 nota 2,7 e a,
Escola Pedro Cavalcante com 2,3 em 2005; 2,9 em 2007 e em 2,3 em 2009.

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

256 - IDEB - 24% DOS MUNICÍPIOS ESTÃO ABAIXO DA META NA 8ª SÉRIE

Dados do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) divulgados pelo Ministério da Educação (MEC) nesta segunda-feira (5/7/2010) mostram que, apesar da melhoria do país nos resultados, 24% dos municípios ficaram abaixo da meta estipulada para 2009. As notas se referem aos anos finais do ensino fundamental, que equivale à 5ª à 8ª série (6º ao 9º ano). Nos anos iniciais, da 1ª à 4ª (1º ao 5º ano) série, foram 15% das cidades.


No total, 5.404 municípios tiveram nota computada no Ideb na 4ª série. Nos anos finais, foram 5.450 municípios, segundos os dados do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep). Parte dos municípios analisados pelo instituto ficou sem nota por não ter atingido quantidade suficiente de amostras para o cálculo.


O Ideb leva em conta dois fatores que interferem na qualidade da educação: rendimento escolar (taxas de aprovação, reprovação e abandono) e médias de desempenho na Prova Brasil.


Entre os municípios com as piores notas no Ideb 2009 na 4ª série estão cinco cidades da Bahia, duas do Piauí, duas da Paraíba e uma do Pará. A pior nota foi de Apuarema, na Bahia, com 0,5. A meta da cidade era 2,6. Em 2005, o município teve 2,1 e em 2007 teve 2,7. O Ideb é calculado a cada dois anos.

Na 8ª série, as piores notas foram registradas em cinco cidades da Bahia, três do Rio Grande do Norte, duas de Alagoas, uma da Paraíba, uma do Maranhão e uma de Sergipe. A nota mais baixa foi de Jardim de Angicos, no Rio Grande do Norte, que teve 1,6. A meta do governo federal para a cidade em 2021 é 4,6, enquanto a do Brasil é 5,5.

Rio Grande do Sul, Minas Gerais, São Paulo, Santa Catarina e Rio de Janeiro concentram os 20 municípios com as melhores notas no ensino fundamental. A melhor nota da 4ª série é de Dois Lajeados, no Rio Grande do Sul, com 7,3, e na 8ª série é de Jeriquara, em São Paulo, com 6,6.






ENSINO MÉDIO


No ensino médio, o estudo aponta que Roraima, Piauí, Sergipe, Espírito Santo e Rio de Janeiro tiveram resultado negativo com relação às metas estipuladas para 2009. Os outros estados atingiram a meta ou superaram a nota. A pior nota estadual é a do Piauí, que atingiu a nota 3, e cuja meta era 3,1. Em 2005 e 2007, o estado atingiu 2,9. A escala vai de 0 a 10.

A meta do governo federal para o país no ensino médio em 2021 é chegar a 5,2. A nota de países desenvolvidos é 6. O estado com a melhor nota nesse ciclo foi o Paraná, com 4,2, que superou a meta para 2009 em 0,5 ponto.


Nos anos iniciais do ensino fundamental, todos os estados superaram as metas do governo. Nos anos finais, Rondônia, Pará e Amapá ficaram abaixo da meta. O ensino médio foi o ciclo educacional com pior desempenho no país, segundo os dados do Ideb. A situação é preocupante, de acordo com especialistas em educação.


Fonte: http://g1.globo.com/vestibular-e-educacao/noticia/2010/07/ideb-mostra-que-24-dos-municipios-estao-abaixo-da-meta-na-8-serie.html


Em breve relação do IDEB das Escolas de Marabá