segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

Campeonato Marabaense Absoluto Jadson Sousa é Bicampeão

A Sra. Teresa da Casa do Pão de Queijo entrega mais um troféu ao Campeão Jadson Sousa
Toda competição tem uma história própria, diferente. Possui particularidades que a colocam na história dos organizadores, principalmente em função das singularidades. No Campeonato Marabaense Absoluto de 2016 houve uns probleminhas, o sábado (16/12) a chuva começou às 06 horas da manhã, às 09 já estava no shopping fazendo a arrumação das mesas, tabuleiros e etc. O horário não foi cumprido pelos jogadores, compreendido em razão da chuva, uma tolerância de 1 hora e todos chegaram. Quer dizer, nem todos, ausentes o Gabriel de Souza Ramos e Juliano de Castro Alves e, quem não era esperado, o Seu Caio estava em Tucuruí (250 km de distância), fez uma viagem de 3 horas de duração e chegou com o seu relógio correndo. 

Os Campeões no pódium: Caio (2º), Jadson (Campeão) e Liliane (3º lugar)
Tudo pronto, 14:30 horas aconteceu a primeira rodada, a competição teve início pelo sistema Round-Robin com o tempo de 61 minutos e obrigatoriedade de registro da partida em planilha e, contou com 05 enxadristas de um total de 06 esperado. Confirmados os pré-candidatos Edilson Rufino e Jadson Sousa, este último foi o Campeão do Marabaense Absoluto de 2015 e, o desafiante e pretendente Edilson Rufino. Havia uma expectativa para uma forte disputa entre ambos. 

Em primeiro plano: Edilson Rufino (4º colocado) versus Liliane Evangelista
Maximiliano Borges, o 5º colodado
Havia a expectativa de promover o campeonato em dois dias, no sábado três rodadas e no domingo duas. Mas, os jogos, na maioria ocorreram no sábado e no domingo houve muitas ausências justificadas por alguns motivadas pela chuva, a Liliane, no caso, alegou está em casa ilhada pelas águas da chuva que aumentou por volta das 15 horas e, a primeira rodada estava programada para as 16. Enfim, complicado para a organização que esteve no shopping desde às 15h da manhã preparando as mesas e, meio chato, pouca gente compareceu. 


Com um pouco de rivalidade entre Jadson e Edilson havia uma atenção no desenrolar das partidas em andamento, na primeira rodada houve empate entre Caio Giordano e Jadson, uma preocupação para o transcorrer da rivalidade. O Caio Giordano jogou muito bem com o tempo que lhe coube e por pouco não alcançou a vitória, mas, faltou forças materiais para ambos na fase final e o resultado foi o empate. Edilson Rufino ficou de "bye" e de olho na partida em tela.

A surpresa veio na segunda rodada, com jogo sólido e usando bastante do tempo em cada mexida, Liliane Guimarães assegurou uma vitória importante deixando o Edilson abalado com a derrota. Tristeza para Edilson e alegria para o Jadson que acreditou que o seu maior adversário foi abatido surpreendentemente.

Na terceira rodada mais uma derrota do Edilson para Seu Caio e a vitória de Jadson deixou-lhe o caminho livre para no embate com com seu maior adversário. O curioso entre eles é a disputa pessoal, tudo dentro do "fair-play" com uma leve provocação. Ambos estavam disputando em âmbito pessoal o título. Edilson queria o título de Campeão Marabaense para se igualar com o seu oponente e não estava dando certo.  



Como combinado no congresso técnico, em caso de empate o critério seria o Berger, o confronto direto e, uma partida extra no blitz. Pois foi o que acabou acontecendo, os atletas Jadson e Caio fizeram a mesma pontuação, venceram os mesmos adversários e ficaram empatados em pontos e no Berger, no confronto empataram, restando a realização de uma partida extra.

No "tye-brake" Jadson Sousa foi o vencedor da partida e do Campeonato de 2016 com 3,5 pontos e 2,75 de Berger. Mais um troféu para a galeria do bicampeão do Marabaense Absoluto 2015-2016.

O Seu Caio Giordano chegou ao posto de Vice-Campeão e perdeu apenas no "tye-brake" e melhorou seu desempenho que, em 2015 alcançou o quarto lugar. O campeão levou para casa um belo troféu.

A atleta Liliane Evangelista Guimarães foi a campeã dos Jogos Universitários de Marabá no feminino e conseguiu o terceiro lugar no Marabaense Absoluto, muito mais forte e uma grande vitória diante do forte Edilson Rufino, bastante comemorada pelo Jadson Sousa. O desempenho lhe proporcionou ganhar o troféu de terceiro lugar. 


Nenhum comentário: