terça-feira, 21 de junho de 2016

Edilson Rufino vence a X Taça Cidade de Marabá

Aconteceu na tarde deste domingo (19/06), na Casa do Pão de Queijo no Shopping Pátio Marabá, a X Taça Cidade de Marabá - II Copa Centenário de Marabá, evento que foi idealizado para seguir a programação festiva de aniversário da cidade e, somente realizado agora. Foi a primeira competição forte do ano e contou com apenas 7 participantes, não tirando o brilho e a rivalidade de nossas atletas. A competição foi realizada pelo Sistema Robin-Round com sorteio dos participantes com o tempo de 10 minutos de reflexão, com o Berger e o Progress como critérios de desempate.
A Taça Cidade de Marabá transcorreu com uma energia positiva e grande entusiasmo, principalmente dos atletas Jadson Sousa o Campeão do Marabaense de 2015 e Edilson Rufino que era um dos favoritos. Naquela ocasião, na primeira rodada foram emparceirados e a vitória coube ao primeiro e o campeonato encerrou-se sem surpresas para Jadson Sousa vencedor invicto. Aliás, nunca um Campeão Marabaense valorizou tanto essa conquista.

E na X Taça Cidade de Marabá, como forma de tentar evitar o confronto na primeira rodada entre Edilson Rufino e Jadson Sousa foi feito o sorteio e "pam", novamente foram emparceirados na primeira rodada, agora Jadson jogando de brancas. Essa rodada entre os favoritos causou um grande espanto, a foto ao lado demonstra as atendentes da Casa do Pão de Queijo com a surpresa. Os dois jogadores brilhavam com o mais puro pó das estrelas (lembrando as palavras do Mestre Zé Raimundo) e foram para o tabuleiro de batalha. Diziam que o campeão sairia deste confronto. Até parecia que essas palavras estava desmerecendo os demais participantes com excelente nível.

De fato foi uma vitória inconteste e uma felicidade para Edilson Rufino. Essa vitória era esperada com muita ansiedade. Agora já não era apenas o pó das estrelas, elas estavam ali a brilhar de contentamento. Não pensem que foi uma humilhação. Claro que não. O ego deles estavam mais inflados e descontrolados que a inflação brasileira.

O Campeão é CB PM e é um excelente sujeito. Muito brilhoso e feliz, afinal, 10 dias antes foi novamente papai e vive de boa fase. Na comemoração ele se superou, ergueu o troféu lá no alto, talvez para que as estrelas vissem o brilho de sua conquista. A vitória parece, veio do pó das estrelas mais reluzentes e foi para lá foi encaminhada recheada de alegria e satisfação. O CB PM Edilson tornou-se campeão invicto, 06 pontos em 06 vitórias.

O Vice-Campeão estava com muita empolgação com o confronto da primeira rodada e apostou que ali selaria a escolha do campeão. Jadson Sousa não conseguiu a vitória, mas, conseguiu vencer os demais confrontos e alcançar o título de Vice. Mesmo assim ficou uma torcida para o tropeço de Edilson Rufino, uma grande torcida se fez quando o mesmo enfrentou o Caio Giordano, se este vencesse teríamos três enxadristas com a mesma pontuação levando para tie-brake. Jadson alcançou 05 pontos (05 vitórias) e contabilizou uma única derrota (na primeira rodada).

O terceiro colocado é uma excelente pessoa e enxadrista. Caio Giordano tem condições de disputar a primeira colocação. No entanto, ele não joga tantas partidas quanto o Edilson Rufino e Jadson Sousa, dai uma grande diferença. Mas, mesmo assim, ele assustou os primeiros colocados. Caio somou 04 pontos (04 vitórias e obteve 02 derrotas).

Demais classificados: em quarto Silvano Vieira, em quinto Rener Silva, em sexto Jean Carlos e em sétimo lugar Willian Duarte.







segunda-feira, 20 de junho de 2016

Oficinas de Xadrez Escolar - Junho 2016

Oficinas de Xadrez nas Escolas de Marabá - Objetivos Alcançados
Foi realizado nos dias 11 e 18 de junho do corrente ano, uma ação de promoção de base do enxadrismo, foram promovidas Oficinas de Xadrez em 04 escolas do município de Marabá: Escola Geraldo Veloso, Anísio Teixeira, Paulo Freire e Acy Barros. Estiveram nesta ação os professores Gilenno Rocha, William Duarte, Francisco Arnilson, Jádson Sousa, Edilson Rufino e Rener.

Os professores Gilenno Rocha, Rener, Wiliam e Jadson na parte prática
No momento em que as escolas foram visitadas o entusiasmo foi grande, todas apoiaram a iniciativa. Acharam legal por não ter que pagar nenhum centavo e, disseram que os alunos precisam de atividades como o xadrez, principalmente por provocar o desenvolvimento intelectual dos alunos, da concentração, memória e etc. As inscrições prévias foi um tremendo sucesso, vejam:



01- Escola Geraldo Veloso
24 alunos de 10 a 12 anos
25 alunos de 13 a 15 anos
49

02- Paulo Freire
25 alunos de 10 a 12 anos
25 alunos de 13 a 15 anos
50


03- Escola Anísio Teixeira
24 alunos de 10 a 12 anos
36 alunos de 13 a 15 anos
60

04- Acy Barros
21 alunos de 10 a 12 anos
08 alunos de 13 a 15 anos
29


Ao todo computamos 187 inscrições, sendo:
 94 alunos de 10 a 12 anos
 93 alunos de 13 a 15 anos
188 alunos inscritos


Mas, vamos apresentar os números dos alunos que realmente participaram das Oficinas, levando em conta o trabalho escolar demasiado laborioso, algumas instituições se perderam nas datas e fizeram pouca divulgação. Também devemos considerar a proximidade das datas com o período junino, realização de trabalhos e até mesmo provas. Tudo isto causou uma redução no número de participantes mas, não tirou o nosso ânimo. Vamos aos números reais:


Turma 01 - Escola Geraldo Veloso
Turma 02 - Escola Geraldo Veloso










01- Escola Geraldo Veloso - Dia 11 de junho (08 às 12 horas):
Turma 1 04 alunos de 10 a 12 anos 
Turma 2 15 alunos de 13 a 15 anos
        19 alunos


Turma 01 da Escola Paulo Freire
Turma 02 - Escola Paulo Freire

02- Escola Paulo Freire - Dia 18 de junho (14 às 18 horas):
Turma 1 10 alunos de 10 a 12 anos
Turma 2 11 alunos de 13 a 15 anos
        21 alunos


Turma 01 - Escola Anísio Teixeira
Turma 02 - Escola Anísio Teixeira

03- Escola Anísio Teixeira - Dia 18 de junho (08 às 12 horas):
Turma 1 16 alunos de 10 a 12 anos
Turma 2 09 alunos de 13 a 15 anos
        25 alunos


Turma 01 - Escola Anísio Teixeira

Alunos da Escola Acy Barros

04- Escola Acy Barros - Dia 18 de junho,  (14 às 18 horas):
Turma 1 12 alunos de 10 a 12 anos
Turma 2 09 alunos de 13 a 15 anos
        21 alunos

Ao final das Oficinas conseguimos a participação de 86 estudantes. Estes tiveram o primeiro contato de suas vidas com o xadrez e aprenderam as noções básicas, conhecimento necessário para disputar uma partida com qualquer iniciante. Essa experiência foi um sucesso para os monitores que puderam repassar informações e criar uma base escolar.