quinta-feira, 31 de dezembro de 2015

Jádson Sousa é o Campeão Marabaense Absoluto 2015

Jádson Sousa, o Troféu e Maria Teresa da Casa do Pão de Queijo
O Clube de Xadrez Marabá realizou a última competição oficial do ano. O evento aconteceu na Casa do Pão de Queijo do Shopping Pátio Marabá, nesta quarta-feira (30/12/15) com a realização do CAMPEONATO MARABAENSE ABSOLUTO DE 2015, apontando o grande CAMPEÃO DO ANO, em torneio realizado pelo Sistema Suíço em 04 rodadas com o tempo misto de 10 e 30 minutos com 14 participantes, o GRANDE VENCEDOR foi o Enxadrista JADSON SOUSA que venceu as quatro partidas que enfrentou. A divulgação teve início neste blog e nos grupos de whatsapp no dia 27 de dezembro e podemos comemorar o bom número de inscritos.

O Campeonato teve início às 19:30 horas com a realização de três rodadas com o tempo de 10 minutos e a rodada final com o tempo de 30 minutos nocaute, uma forma para que as partidas fossem melhor jogadas. O evento serviu para testar a data de penúltimo dia do ano para a competição que, em outros tempos a gente não encontrava participantes, muitos viajavam durante o Natal e nas proximidades da Virada de Ano. Mas, para jogar o campeonato houve que adiasse a viagem e outro que conseguiu mudar a escala de trabalho, sacrifícios válidos para esse momento prazeroso. Também registramos o desejo de fazer a competição com o número mínimo de 16 participantes em 05 rodadas e, no entanto, foram inscritos e compareceram 14 enxadristas, levando a organização a programar apenas 04 rodadas para que a competição chegasse na última rodada com o confronto entre os dois maiores pontuadores.

O Campeonato poderia ter inúmeros favoritos pois, nele constavam nomes de enxadristas fortes mas, no entanto, dois atletas iniciaram bate papos no grupo como fortes candidatos, de um lado Jádson Sousa que ao ver o troféu mostrou a foto do painel para acolhê-lo, dizendo que iria buscá-lo. Não era prepotência do Edilson e nem do Jádson, ambos jogam de forte muito forte e vivenciam uma disputa pessoal acirrada. Os se enfrentariam pela primeira vez em uma competição oficial.

O emparceiramento foi organizado pelo rating local de cada participante, com o posto de primeiro lugar da competição estava o forte enxadrista Adenildo Lima da Silva com rating de 1.845 pontos, poderia ser apontado como favorito e também Caio Júlio (1.824 pontos) e Erivaldo Vieira Jardim (1.815 pontos) mas, esse ranking precisaria ser posto em teste. A realidade é que tivemos surpresa. Os mais destacados atletas Edilson Rufino e Jádson Sousa se pegaram na primeira rodada e a vitória ficou para o segundo.

O CAMPEÃO
Agora vamos a campanha vitoriosa de Jádson Souza, jogou de negras na primeira rodada contra o seu mais ferrenho adversário e não foi jogo de compadres, para eles era um jogo decisivo para o título. Na segunda rodada venceu de brancas, com segurança o forte Adenildo Lima. Na terceira rodada jogando com as peças negras passou aperto e venceu o garoto Vinícius Rodrigues, chegando na final de brancas para o confronto com o invicto Kézio Silva de Paiva. Enfim, o Campeão venceu todas, fez 4 pontos.


O SEGUNDO COLOCADO
O Vice Campeão Késio Silva de Paiva fez uma excelente campanha. Venceu as três partidas iniciais com segurança (Durcival Júnior, Lucas Borges e João Luiz) e teve pela frente um jogador que não conhecia o estilo de jogo. Foi uma partida equilibrada de 30 minutos nocaute e Jádson Sousa jogando de brancas foi o vitorioso. Kézio terminou o campeonato com 3 pontos.


O TERCEIRO COLOCADO
O Desempenho de Vinícius Rodrigues foi altamente elogiável. Jogou contra excelentes jogadores. Na primeira rodada jogou de brancas e venceu o atleta Silvano Vieira da Silva. Na segunda rodada se aproveitou de um pequeno vacilo, jogando de negras, tomou um cavalo de vantagem e levou a melhor no confronto do mestre Caio Giordano. Na terceira rodada jogou de negras e perdeu numa partida em que teve vantagem inicial, depois de perder um cavalo ficou agressivo mas, a vantagem do Campeão Jádson Sousa era decisiva para a vitória. Na quarta rodada jogou de negras contra o jovem Hélder Rodrigues e não passou de um empate. Conquistou 2,5 pontos.

No momento em que se encerra mais um ano, as atividades do Clube de Xadrez Marabá embora reduzidas, foi possível realizar 19 competições. Foi um ano de dificuldades financeiras para quase todos os brasileiros, tivemos que trabalhar mais para pagar mais impostos e aumentos seguidos de preços. Mais um ano sem o apoio de políticas públicas para o Esporte e, é um desafio trabalhar o Xadrez, as dificuldades são enormes. Mesmo assim agradecemos aos muitos enxadristas que participaram de nossos certames, gente local e de outras cidades. Queríamos trabalhar com o xadrez nas Escolas e fomos convidados para contribuir no Presídio da cidade e fizemos a nossa parte.

Segue a seguir todas as informações sobre a competição, o campeão recebeu lindo troféu e, do 2º ao 4º colocados foram entregues medalhas:


Imagens da Competição, está liberado o uso destas, desde que sejam apresentados os créditos devidos:





Por agradecemos à Senhora Maria Teresa da Casa do Pão de Queijo, pela acolhida e simpatia para com todos, agradecemos aos participantes que foram a razão de todo o sucesso do Campeonato. Foi bom demais!

domingo, 27 de dezembro de 2015

Campeonato Marabaense Absoluto de 2015 no Pátio Marabá

Xadrez na Chácara do José Raimundo, muito bom. Foto Arnilson Assis
A realização e a promoção de um torneio de xadrez não é uma tarefa das mais fáceis. A gente até deseja participar e diz que vai, no entanto, muitos são os que faltam e tornam o evento menor do que o esperado pela organização. Outro fator que atrapalha na organização é a falta de tempo para divulgar e mesmo promover na mídia, falta-nos tempo. Também tem custo tudo isso. Não basta divulgar na internet, no facebook ou whatsapp. É preciso o compromisso dos inscritos e tornar a realização um sucesso.

Com o espírito esperançoso de alcançar os objetivos propostos, vamos realizar Campeonato Marabaense de Xadrez de 2015 com uma participação significativa e apontar o Campeão do ano. Será no dia 30 de dezembro do corrente ano a partir das 19:00 horas na Casa do Pão de Queijo no Shopping Pátio Marabá em 05 rodadas pelo Sistema Suíço de Emparceiramento, até a 4ª rodada será obedecido o tempo de 10 minutos nocaute e, apenas na 5ª rodada o tempo será de 30 minutos nocaute. Podem participar jogadores de todas as idades e gêneros. A inscrição será de R$ 10,00 limitada a participação entre 16 e 20 inscritos, ou seja, o melhor é garantir a vaga na competição que vai entregar um troféu e medalhas até o 5º colocado.

A programação que pretendemos realizar é a seguinte:

19:00 horas - Inscrições;
19:20 horas - 1ª Rodada;
19:40 horas - 2ª Rodada; 
20:00 horas - 3ª Rodada; 
20:20 horas - 4ª Rodada;
20:30 horas - 5ª Rodada e;
21:30 horas - Premiação.

Pelo grupo CX Marabá do whatsapp os atletas podem fazer a pré inscrição e reservando a vaga, afinal, como dito, são limitadas ao máximo de 20 participantes. Até o momento estão pré inscritos:

1. Júnior da RBA;
2. Vinícius Rodrigues;
3. Adenildo Lima;
4. Lucas Borges Freitas;
5. Carlos Eduardo Guimaraes;
6. Kézio Silva Paiva; 
7. Jadson Sousa;
8. Edilson Rufino.


Observação Importante:
Afim de dar uma agilizada, considerando que muita gente já sabe da competição e, não se manifestaram em participar, vai uma solução, a pré inscrição do jogador até o meia-noite do dia 29 de dezembro garante ao participante a taxa de apenas R$ 10,00. No entanto, os que deixarem para comunicar sua participação apenas no dia 30 de dezembro, poderão participar pagando a taxa de R$ 20,00. Tenho dito que é difícil organizar, o cara ama e não se manifesta de se pré-inscrever. Além do mais, a competição acontecerá com a participação mínima de 16 atletas e máxima de 20. Tá esperando o quê?

terça-feira, 22 de dezembro de 2015

Xadrez no Presídio é notícia na Agência Pará

Uma oficina de xadrez tem mudado a rotina de detentos do Centro de Recuperação Agrícola Mariano Antunes (CRAMA), em Marabá. O grupo de dez internos, no total, participa de um projeto de atividade complementar às aulas regulares, que tem o objetivo de melhorar o raciocínio lógico, a memória, concentração, disciplina e a antecipação dos detentos, além de contribuir para a aprendizagem.

A ideia surgiu através do professor de educação física do CRAMA, Frederico Morbach, que convidou o professor de xadrez e presidente do Clube de Xadrez de Marabá, Francisco Arnilson de Assis, para ensinar aos internos o esporte da mente. Para participar, os detentos precisavam ter bom comportamento, estar matriculados na educação formal e ter interesse.

As aulas de xadrez já ocorrem há um mês, todas as terças e quintas-feiras. O professor de xadrez contou que não teve dificuldade para ensinar os internos. “Comecei ensinando o movimento de cada peça, depois o modo como essa peça captura, a importância dela no tabuleiro e a relação que há entre uma peça e outra e como combinar a força entre elas. Eles aprenderam rápido, mas é necessário prática para auferir os benefícios”, explicou Francisco Arnilson.

Depois de muito treino, o grupo decidiu fazer o primeiro torneio de xadrez com internos do CRAMA. Durante a disputa foi necessário muita concentração e agilidade. Em partidas cronometradas em 5 minutos para fazer o xeque-mate, todos jogaram contra todos, revezando-se em duplas. Para vencer o torneio era necessário ter o maior número de vitórias após cinco rodadas.

Foi o que fez do interno Djaime Souza, de 33 anos, o vencedor invicto em todas as rodadas. “Eu não sabia o que era xadrez, nunca tinha jogado antes de entrar para a oficina e realmente é um projeto muito bom para abrir a nossa mente, para ficarmos mais calmos. Eu estou muito feliz em ter ganhado, mas essa disputa é só uma brincadeira, porque o que vale mesmo é o aprendizado que ganhamos com o jogo. Agradeço por essa oportunidade porque sei que muitas vezes as pessoas nos olham com discriminação e aqui foi diferente”, afirmou. 

Benefícios - O resultado do projeto tem agradado o corpo docente da unidade prisional. “Essa atividade está desenvolvendo a leitura e a escrita nas aulas regulares, porque a oficina aprimorou o raciocínio lógico dos alunos. A interação entre eles também melhorou, um ajuda o outro, às vezes mesmo em disputa. Além de benefícios que são muito bons para eles como a remissão de pena, para cada 12h de estudo, mesmo no caso de oficinas, o interno tem um dia de pena a menos”, contou a coordenadora pedagógica do CRAMA, Roberta Araújo.

Para o professor de educação física Frederico Morbach, a oficina trouxe benefícios até no comportamento dos internos. “Foi uma mudança significativa, principalmente no comportamento. Percebemos que eles ficam mais calmos, prestam mais atenção nas aulas. Antes do xadrez, alguns tinham um comportamento agressivo e isso mudou com o decorrer da oficina, agora eles refletem mais antes de falar e pensam muito antes, para não cometerem erros”, assegurou o professor. 

Mais ações – Não é a primeira vez que a Superintendência do Sistema Penitenciário do Estado (Susipe) conta com o xadrez para melhorar o aprendizado dos internos. A técnica já utilizada em muitas escolas pelo Brasil, também é promovida na Colônia Penal Agrícola de Santa Isabel (CPASI), pelo professor de matemática José Wilson Coelho, para, de forma lúdica, facilitar o aprendizado dos detentos e aumentar a aceitação da matéria. Na unidade prisional de Santa Isabel, mais de 15 alunos foram beneficiados com o projeto, e melhoraram suas médias no Exame Nacional de Ensino Médio para Pessoas Privadas de Liberdade (Enem PPL).

"O xadrez é, sem dúvidas, uma importante ferramenta, que estimula não só o aprendizado, mas potencializa o desenvolvimento ocupacional no cárcere. Acreditamos que o projeto possibilita um processo de melhoria na disciplina desse interno, de forma considerável", finaliza o superintendente da Susipe, Cel. André Cunha.
Timóteo Lopes
Superintendência do Sistema Penitenciário do Estado do Pará
http://agenciapara.com.br/noticia.asp?id_ver=119607

segunda-feira, 7 de dezembro de 2015

Erivaldo Jardim vence o I Torneio da Metropolitana

Erivaldo Vieira Jardim - Campeão do I Torneio Metropolitana de Xadrez
Aconteceu nas dependências da Faculdade Metropolitana, em Marabá, neste 05/12, o primeiro torneio de xadrez da instituição. Sob a organização do ACD/DCE teve o objetivo de realizar uma campanha social para a arrecadação de alimentos não perecíveis. De fato, outros eventos esportivos aconteceram simultaneamente. Mas, no caso do torneio enxadrístico a divulgação não foi das melhores e não conseguiu mobilizar grande número de participantes.

A competição foi realizada pelo Sistema Round-Robin com o tempo de 10 minutos de reflexão. E os jogos apontaram como Campeão, Erivaldo Vieira Jardim que jogou com maestria e segurança, fez 3,0 pontos invictos. O Vice-Campeão foi Lucas Borges de Freitas com 2,0 pontos, o Terceiro colocado Liliane Evangelista Guimarães e o 4º colocado foi o jogador Gabriel Resende. Houve uma demora acentuada na chegada das medalhas e tivemos que deixar o recinto sem realizar a cerimônia de premiação.



Fotos do Torneio: