sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

443 - RAFAEL FÉLIX E MAIRA SUELLEN REPRESENTAM O PARÁ NAS OLIMPÍADAS ESCOLARES

A cidade de Curitiba, capital do Paraná sediará as Olimpíadas Escolares de 2011. Os jogos acontecerão no período de 02 a 17 de dezembro, para jovens de 15 a 17 anos. Entre as modalidades está o xadrez e a participação de nossos representantes Rafael Félix Ribeiro de Castanhal e Maira Suellen de Belém.


Os representantes paraenses estão desfrutando as delícias de uma cidade que detém um dos maiores índices de áreas verdes do país, 52 metros quadrados por habitante, totalizando aproximadamente 82 milhões de m². Se eles tiverem tempo poderão conhecer um pouco das trilhas e atrações de suas áreas verdes, é possível imaginar a importância dos cuidados com o meio ambiente.

Em 2010, Curitiba ganhou o prêmio Globe Award Sustainable City, que elege a cada ano a CIDADE MAIS SUSTENTÁVEL DO MUNDO. Seu sistema de transporte coletivo e integrado também é considerado uma referência mundial.

A cidade se destaca ainda por diversas iniciativas reconhecidas internacionalmente. Ações como a coleta do lixo reciclável, a compra do lixo e o sistema de deposição dos resíduos, no Aterro Sanitário da Caximba, chamaram a atenção da Organização das Nações Unidas (ONU), em 1990. Naquele ano, Curitiba recebeu o United Nations Environment Program (Unep), prêmio máximo na área de meio ambiente.

O nosso campeão no masculino Rafael Félix disputou recentemente o Campeonato Mundial da categoria Sub-18 anos. Este atleta nós já conhecemos muito, esteve em Marabá em maio deste ano e, nós do Clube de Xadrez Marabá apostamos em uma boa classificação do Rafael Félix, ficará entre os cinco melhores, é a minha aposta. Mas, ele vai chegar entre os três, vai ser muito bom.

A nossa representante, a enxadrista Maira Suellen não é nossa conhecida. Recebi informações de uma pessoa apaixonada por xadrez, que a garota também tem potencial para chegar entre os cinco melhores colocados. Mas, vai dar uma surpresa e ela vai chegar entre as três melhores da competição.

Acabo de receber informações diretamente de Curitiba. Fui informado que são 24 Estados participantes das Olimpíadas Escolares. Acabo de ser comunicado do encerrado o Congresso Técnico de Xadrez e já na manhã do dia 03 às 09h00 a primeira rodada. Veja a programação dos nossos enxadristas:

03/12/2011

09h00 1ª Rodada
15h00 2ª Rodada

04/12/2011
09h00 3ª Rodada
15h00 4ª Rodada

05/12/2011
09h00 5ª Rodada


Premiação
05/12/2011
12h20 Xadrez Feminino
12h30 Xadrez Masculino


Os atletas classificados entre a 1º e a 3º colocação nas provas individuais dos esportes individuais serão automaticamente indicados pelo Comitê Olímpico Brasileiro (COB) ao Ministério do Esporte como atletas aptos ao pleito da Bolsa Atleta no ano imediatamente posterior ao da realização das Olimpíadas (Anexo I - Lei 10.891/2004; Inciso I do Art. 2º - Decreto 5.342/2005).

Após a realização do Congresso Técnico foi divulgado os jogos da primeira rodada, vejam:



Portanto, felicidades aos nossos representantes e a todos aqueles que contribuiram com esta carreira maravilhosa.

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

442 - UNICEF DIVULGA: 20% DOS ADOLESCENTES ESTÃO FORA DA ESCOLA

Unicef: 20% dos brasileiros entre 15 e 17 anos estão fora da escola


30 de novembro de 2011 • 13h29 • atualizado às 16h54

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) lançou nesta quarta-feira, em Brasília (DF), um relatório sobre a situação dos adolescentes brasileiros. Na área da educação, o órgão aponta que 20% dos adolescentes entre 15 e 17 anos estão fora da escola, em uma faixa etária que abrange praticamente todo o ensino médio. Quando analisada a faixa de 6 e 14 anos a situação é mais tranquila, com apenas 3% fora da escola.

O relatório analisa a situação de meninas e meninos de 12 a 17 anos a partir da evolução de 10 indicadores entre 2004 e 2009. O documento também traz uma análise das políticas públicas desenvolvidas no Brasil e propõe um conjunto de ações a serem tomadas para garantir a realização dos direitos de todos e de cada adolescente.

Vivem hoje no Brasil 21 milhões de meninos e meninas entre 12 e 18 anos (incompletos), o que equivale a 11% da população brasileira. Na área da educação, o Unicef propõe como uma ação imediata o estabelecimento de um plano específico no Plano Nacional de Educação (PNE) para os adolescentes fora da escola, em risco de evasão ou retidos no ensino fundamental. O PNE estabelece 20 metas para a educação brasileira nos próximos dez anos e é analisado na Câmara dos Deputados.

Além de menos escolarizados do que deveriam ser conforme a legislação que regra a educação no Brasil, os adolescentes são mais pobres do que o conjunto da população. Segundo o Unicef, a pobreza afeta 29% dos brasileiros e a extrema pobreza afeta 11,9%; entre os meninos e meninas de 12 a 17 anos esses percentuais são 38% e 17,6%, respectivamente.

Para a representante do Unicef no Brasil, Marie-Pierre Poirier, os adolescentes pobres "têm menos chances de chegar às mesmas oportunidades" que jovens de outros estratos sociais. Para o estudante Israel Victor de Melo, 16 anos, que participou da discussão sobre o relatório do Unicef antes da divulgação, "a sociedade está falhando em algum ponto" e "é sinal de que (o País) deve distribuir renda". Segundo ele, "país rico tem que crescer economicamente e crescer em direitos humanos".

Na avaliação da representante Marie-Pierre Poirier, "as desigualdades sociais historicamente construídas determinam como vão ser afetados os adolescentes". Ela estima que Brasil tem nesta década, a oportunidade histórica de "quebrar o ciclo infernal da pobreza" e aproveitar os próximos anos de esperado crescimento econômico para aumentar os direitos e as condições de vida dos adolescentes. "O que está fazendo por muitos tem que fazer por todos", afirmou.

"O Unicef quer propor um novo olhar. Um olhar que reconheça que os adolescentes são um grupo em si. Ou seja, não são crianças grandes, nem futuros adultos. São sujeitos, com direitos específicos, vivendo uma fase extraordinária de sua vida", disse Marie-Pierre Poirier.

Violência

Em relação aos homícidios, o Unicef aponta que, em 2009, a taxa de mortalidade entre adolescentes de 15 a 19 anos era de 43,2 para cada grupo de 100 mil adolescentes, enquanto a média para a população como um todo era de 20 homicídios para cada 100 mil.

O documento também diz que, entre os adolescentes, alguns sofrem essas violações de forma mais severa. Isso faz com que um adolescente negro tenha quase quatro vezes mais risco de ser assassinado do que um adolescente branco. Também mostra que um adolescente indígena tem três vezes mais possibilidade de ser analfabeto do que os adolescentes em geral.

Já o indicador da extrema pobreza entre os adolescentes, por exemplo, registrou um pequeno aumento, enquanto a tendência na população geral é de queda. De acordo com o Unicef, isso significa que houve um aumento da representação dos adolescentes na população pobre.

Com informações da Agência Brasil.

http://noticias.terra.com.br/educacao/noticias/0,,OI5496314-EI8266,00-Unicef+dos+brasileiros+entre+e+anos+estao+fora+da+escola.html

terça-feira, 29 de novembro de 2011

441 - COLÉGIO MONTE CASTELO INSERE O XADREZ NA GRADE CURRICULAR

NO CANTO ESQUERDO A SABRINA, ALUNA QUE ESBANJA BELEZA E SIMPATIA
O Clube de Xadrez Marabá apresenta a sociedade marabaense uma importante entrevista com o Diretor Geral do COLÉGIO MONTE CASTELO o Senhor Élcio Petri. Com os devidos parabéns pela DECISÃO DE IMPLANTAR O XADREZ NA GRADE CURRICULAR e pelos EXCELENTES RESULTADOS DA ESCOLA NO ENEM 2010, recentemente divulgados, que demonstra que o “Monte Castelo” oferece educação de qualidade superior, colocando-a como uma das melhores Escolas de Marabá entre as privadas e as públicas. As palavras do Professor Élcio deixam fluir o gosto pela Educação, vejam na entrevista abaixo:


CXM: O Colégio Monte Castelo tem ao longo de sua história uma trajetória de sucesso. Sabemos do excelente desempenho do Monte Castelo no ENEM e do elevado índice de aprovação no Vestibular. Existe uma receita de sucesso? Cite alguns dos fatores que resultaram no quesito excelência desta Escola.

ÉLCIO: Verdadeiramente não há nenhuma receita. O que existe é um grande empenho e vontade de fazer melhor. Trabalhamos do micro para o macro, observamos os pequenos detalhes visando atingir nossos objetivos maiores. Temos uma preocupação toda especial com nossos professores, pois são eles que lidam diariamente com nosso público estudantil, e esses refletem nossa identidade.



CXM: Como é trabalhar com Educação e quais os principais desafios enfrentados para conseguir o crescimento educacional e intelectual de milhares de alunos e aprovação de vários calouros às universidades?

ÉLCIO: A educação proporciona uma experiência ímpar, você pode perceber a alegria de uma criança que soletra as primeiras palavras e sentir a emoção que o jovem expressa ao ser aprovado no vestibular. Sem dúvida, lidar com inúmeras pessoas é um grande desafio, pois cada uma traz consigo suas convicções, e às vezes temos que fazer “mágicas” para se fazer entender, a fim de proporcioná-los um resultado eficaz.



CXM: O Ensino público, notadamente em Marabá, parece que vive uma crise, e os números do IDEB e do ENEM revelam uma situação preocupante. Em sua opinião o que deve ser feito para melhorar o Ensino Público?

ÉLCIO: De fato não podemos nos orgulhar da realidade que vive o ensino público de nossa cidade, que é um retrato do país. Com certeza há a necessidade de uma reforma séria na estrutura funcional da educação pública no Brasil. Dos 5 milhões de pessoas que trabalham na educação no Brasil, cerca de 3 milhões de funcionários estão longe da sala de aula, ou seja, um número 50% maior que o número de professores. Fica claro que o setor educacional é um verdadeiro cabide de emprego, onde os poucos que trabalham, carregam a culpa da situação.



CXM: A cidade de Marabá vem, ultimamente, figurando com elevados índices de violência. Em sua opinião, quais os fatores que desencadearam esta situação preocupante?

ÉLCIO: A cidade de Marabá ao longo de sua caminhada tem apresentado um histórico de violências. Na década de 80 foi o garimpo de Serra Pelada que atraiu aventureiros de todo o Brasil, esses, em sua maioria, sem profissão e nenhuma escolaridade. Depois veio as disputas de terra, fazendeiros x posseiros. Hoje considero a realidade ainda mais grave, pois temos os próprios governantes divulgando na TV que a região receberia investimentos milionários. Depois reportagens a nível nacional afirmando que esta é a Terra do Futuro. Tudo isso atrai pessoas desavisadas e sem qualificação, ou seja, muita miséria. E onde há miséria há violência.



CXM: Com muita satisfação o Clube de Xadrez Marabá divulgou na Cerimônia de Premiação realizada no dia 11 de novembro, a inserção do xadrez no Colégio Monte Castelo, gerando muitos aplausos por esta iniciativa. Na ocasião recebemos o “feedback” de uma mãe que vai renovar a matrícula do seu filho por conta desta notícia. Quais os resultados que a Escola pretende colher com esta importante medida? Fale-nos um pouco deste projeto.

ÉLCIO: Realmente é verdade, em 2012 implantaremos o XADREZ NA ESCOLA. Há tempos desejávamos trabalhar este esporte. Recentemente realizamos breve estudo e confirmamos o real beneficio aos estudantes e à escola. Observamos que as escolas que se destacaram no último ENEM tinham o xadrez na sua estrutura curricular. De fato, muitas pesquisas educativas relacionadas com o xadrez provam a influência positiva deste jogo sobre seus praticantes, ele ajuda a melhorar a atenção, a disciplina, o pensamento lógico e a imaginação.




O Clube de Xadrez Marabá agradece ao Sr. Élcio Petri, Diretor Geral do Colégio Monte Castelo, uma ESCOLA DE SUCESSO e deseja um sucesso, ainda maior com esta importante medida. Ficamos a disposição em apoio ao Projeto de Xadrez. Colocamo-nos a disposição de V. S.ª para quaisquer esclarecimentos.


VEJA MAIORES INFORMAÇÕES:

COLÉGIO MONTE CASTELO
http://www.colegiomontecastelo.com.br/
Av. Dois Mil, Qd. 91, Lt. 01-16
Bairro: Belo Horizonte
(94) 3324-3633
Marabá – PA

domingo, 27 de novembro de 2011

440 - O ARMÊNIO SAMVEL VENCE O MUNDIAL DA JUVENTUDE U-18

World Youth Chess Championship - U 18 Open ID FIDE - 59417
O Festival Mundial da Juventude, com a realização dos Campeonatos Mundiais: Sub-08 Aberto, Sub-08 Feminino, Sub-10 Aberto, Sub-10 Feminino, Sub-12 Aberto, Sub-12 Feminino, Sub-14 Aberto, Sub-14 Feminino, Sub-16 Aberto, Sub-16 Feminino, Sub-18 Aberto e Sub-18 Feminino, todos estes eventos acontecendo simultaneamente tendo como cidade sede Caldas Novas no Estado do Goiás. O evento tem importância destacada, sob a chancela da Federação Internacional de Xadrez (FIDE) e com apoio da Confederação Brasileira de Xadrez (CBF) e como organizador geral o ex-presidente CBX e GMI Darcy Lima.

No transcorrer do dia (27/11) fiz várias pesquisas na internet e, infelizmente, dentre as 1.500 imagens não localizei as fotos de nossos enxadristas. Também não encontrei as imagens da cerimônia de abertura e encerramento e da premiação.

O Estado do Pará esteve representado nas categorias Sub-08 femino, Sub-14 Feminino e Sub-18 Aberto. O enxadrista de Castanhal Rafael Félix Ribeiro da Costa foi o nosso representante no Campeonato Mundial da Juventude - Categoria Sub-18 anos - Aberto. Vejam mais informações:




Fonte: http://chess-results.com/tnr58159.aspx?art=4&lan=10&flag=30

439 - ALEKSANDRA DA RÚSSIA VENCE MUNDIAL DA JUVENTUDE U-14 F


World Youth Chess Championship - U 14 Girls ID FIDE - 59423
 O Estado do Pará teve outra representante no Campeonato Mundial da Juventude. O evento reuniu enxadristas do mundo todo, demonstrando a importância e o elevado nível da competição. Vejam as informações colhidas por nosso blog:














Fonte: http://chess-results.com/tnr58153.aspx?art=0&lan=10&flag=30

438 - BIBISSARA DO KAZAQUISTÃO VENCE MUNDIAL DA JUVENTUDE U-08 F

World Youth Chess Championship - U 08 Girls ID FIDE - 59429
A fim de prestar informações sobre a participação dos paraenses no Festival Mundial da Juventude, pesquisamos os resultados da Categoria Sub-08 anos, com a participação de uma enxadrista do Estado do Pará. Vejam as informações colhidas por este blog: