quarta-feira, 30 de junho de 2010

160 - PARAUAPEBAS VENCE JOGOS ESTUDANTIS PARAENSES - FASE REGIONAL


A popularização dos esportes, sobretudo com o apoio do governo e da mídia tem conseguido produzir resultados incríveis. O que dizer do futebol sem o apoio de governantes nas três esferas e sem a visibilidade que a imprensa lhe dá? Certamente não seria assim tão popular, sobretudo pelos altos investimentos necessários para a prática organizada deste esporte e o apoio da imprensa é de fundamental importância. O mundo todo assiste e acompanha pela mídia a realização da Copa do Mundo, tornando o futebol cada vez mais popularizado.


Embora, ainda esteja defasado entre as demais práticas esportivas, na utilização das tecnologias de ponta e inúmeros recursos de imagem ainda vemos, tristemente, a validação de gols irregulares como o do “Fabuloso” e outros em impedimento e, a não validação de gols legítimos como o da Inglaterra, abalando profundamente a credibilidade dos árbitros, competições e de organizadores. E, mesmo assim não falta apoio da Grande Mídia Mundial.


No Xadrez Paraense, o contrário realmente acontece. Em primeiro lugar não há nenhum apoio ao desenvolvimento do Xadrez, embora, os investimentos sejam mínimos, pois não precisa construir estádios de futebol o que demandaria fortunas fabulosas. O Governo do Estado do Pará não apóia o Xadrez seja nas escolas ou nos clubes e o mesmo acontece com a maioria das prefeituras, infelizmente. Em segundo lugar como popularizar o xadrez se a mídia corre como se estivesse sendo puxada por uma força magnética em direção ao futebol? Em Marabá conseguimos o apoio de rádio, jornais e televisão na divulgação dos torneios e campeonatos, mas, ainda sentimos a falta da imprensa na cobertura dos eventos em tempo real.


Por outro lado, passando longe de tudo isto, mais uma vez temos a realização dos Jogos Estudantis Paraense evento realizado a mais de 50 anos e neste ano teve a fase regional realizada em Jacudá, distante cerca de 100 km de Marabá. A organização do certame parece amadora quando o assunto é o Xadrez. Em 2009 um leigo organizava a competição da mesma maneira como se organiza um campeonato de futebol, desconhecendo totalmente as formas de disputas pertinentes ao xadrez. Neste ano, a coisa não mudou muito. Apesar de contar com a experiente Laura Araújo, árbitra oficial, o evento foi cercado de críticas por estar totalmente inacessível dos seus espectadores e imprensa. Os jogadores ficaram aprisionados em uma sala para a disputa de suas partidas. Claro que o Xadrez foi desprestigiado enquanto esporte que precisa se popularizar, aparecer, massificar-se, tornar-se acessível e transparente. Infelizmente estão colocando uma tampa hermética, vedando o acesso de espectadores, pais de alunos, professores e etc. E agora, como colocar uma imagem do evento na mídia se ninguém, além do próprio árbitro teve acesso ao salão de jogos?


Além do mais, como dirigente de xadrez há mais de 20 anos, nunca o nosso clube foi convidado para apoiar, divulgar, assistir ou organizar o Xadrez nos Jep´s. Nunca ficamos sabendo onde e quando seria realizado os Jogos Estudantis. O trabalho que fazemos em Marabá e região tem conseguido intangíveis resultados, sobretudo nas Escolas Públicas e, vem esses jogos inacessíveis, fechados.


As portas do salão de jogos foram trancadas com chaves, nunca vi isto em 20 e tantos anos de xadrez e o certame não teve recursos para a confecção de medalhas e troféus, apenas para as diárias dos organizadores. Nenhuma divulgação, seja no jornal do Governo Popular, nos demais jornais, nas emissoras de rádios, jornais escritos, internet e blog´s. Não foi possível fazer uma fotografia de um atleta jogando, embora houvesse a reclamação dos professores e pais de alunos.


Segundo apurei, apenas alguns poucos municípios conseguiram participar dos Jogos Estudantis Paraense, representando o xadrez. Estiveram presentes os seguintes municípios: Curionópolis, Eldorado dos Carajás, Jacundá, Parauapebas e Tucuruí. No entanto, desconhecemos os motivos da ausência de outros municípios como Abel Figueiredo, Rondon do Pará, Canaã dos Carajás e Marabá. Como uma cidade do porte de Marabá pode ficar de fora de uma disputa estudantil tão importante como o JEP´s? Espero que o Sr. Secretário de Educação Ney Calandrini e os representantes da SEDUC em Marabá (4 URE) possam se pronunciar sobre esta ausência.


Segundo o portal da Seduc os JEP’s são promovidos pelo Governo do Estado, através da Secretaria de Estado de Educação (SEDUC), Secretária Adjunta de Ensino (SAEN), coordenados pelo Núcleo de Esporte e Lazer (NEL), em parceria com Entidades Educacionais, Desportivas e Prefeituras Municipais, cuja finalidade é, entre outras, ampliar a participação dos estabelecimentos de ensino das redes federal, estadual, municipal e particular, nesta competição esportiva que mobiliza a classe estudantil do Estado. Enfim, um belo discusso em um evento que trabalha na base, o setor estudantil e que fica restrito e sem divulgação. Aonde vamos encontrar informações sobre os resultados do evento de Jacundá? Não sei e acho que ninguém sabe. Um absurdo.


Enfim, sem maiores informações dos organizadores deixamos nossa reclamação junto ao Governo do Estado do Pará para os JEP´s sejam mais democrático, transparente, acessível e visível. Não dá para aplaudir um evento esportivo obscuro.
Encerrando, nossos parabéns aos dirigentes esportivos de xadrez de Parauapebas, na pessoa do Secretário Anderson Moratório, Diretor do Departamento de Xadrez Francisco Araújo, Professor Márcio Laranjeiras, Carlos Alessander e Cláudio Luz dirigentes do Cavaleiros da Dama e a todos que de forma direta e indireta atuam na promoção do xadrez e aos atletas Darlene Assunção da EMEF Plácido de Castro e o aluno Bruce Kenneth da EMEF Faruk Salmen, classificados nas categorias A (sub-12,13 e 14) e B (sub 15, 16 e 17 anos) respectivamente.
Mais informações: http://dpto-xadrez-pebas.blogspot.com/

quinta-feira, 24 de junho de 2010

159 - REUNIÃO BUSCA FORMAR DIRETORIA



Buscando encontrar alternativas para os diversos projetos, o atual presidente do Clube de Xadrez Marabá tem conversado com várias pessoas sobre a discussão de alternativas que possam dar impulso ao trabalho que vem sendo desenvolvido.


É importante que todos saibam: todos os enxadristas de Marabá são contra a extinção do Clube. Desejam competições Nacionais da CBX, campeonatos municipais e etc. Mas, a teoria não está acompanhada da prática. Pois vejam: nos eventos realizados em 2010 pouca foi a participação dos inúmeros e até centenas de praticantes; na realização da 2ª Copa Sudeste do Pará a demonstração de apoio foi quase zero, pois, tivemos poucos participantes na Copa Marabá e ausências sem justificativas na Copa Sudeste do Pará, evento no qual recebemos a visita de 05 municípios, o mais distante deles, Redenção fica a quase 400 km de Marabá e a viagem dura 6 horas e os "caras" vieram.


A riquíssima cidade de Marabá não destina incentivos ao esporte amador. Nada. Ficar esperando não é uma boa solução. Não resulta em ação prática. A cidade está crescendo, vai receber nos próximos anos 03 shoppings center, o Projeto Alpa, Projeto Aline, Hidrelétrica, Navegabilidade do Rio Tocantins, Construção do Porto Pùlico e do Porto da Vale, inúmeros loteamentos, edíficios sendo contruídos e outros empreendimentos importantes e o Prefeito Muncipal, o Secretário de Esportes e o de Educação estáo lá nos seus "quadrados" sem serem importunados pelos dirigentes esportivos. Os "caras" não se mexem. E o Clube não vai mexer com estas "autoridades" se não conseguir formar uma nova diretoria.


Conseguir um local para jogar e incentivar o xadrez já foi tentado, eu tentei sozinho. Mas, como diz a expressão popular: uma andorinha não faz verão. E, de fato eu fui ignorado e parei. Vamos lutar por uma causa coletiva e vamos com o nosso grupo e daí, teremos resultados.


Assim, estamos convocando nossa reunião para formalizar nossa diretoria, será no dia 16 DE JULHO AS 19h30 NA SEDE DA APEME, na FOLHA 22 QUADRA 17 LOTE 07 - EDIFÍCIO ITACAIÚNAS SEGUROS - 1º ANDAR - SALA 102. Todas as pessoas que possuam colarborar, simpatizantes que saibam jogar ou não xadrez, estão convidados. Temos que formar uma boa diretoria para que possamos também prestar um bom trabalho social.


Maiores informações pelo telefone: 8166-1616

158 - QUE COISA ESTRANHA


Deu no blog do amigo Ademir Braz: quaradouro.blogspot.com e publico abaixo as mudanças no time do Águia de Marabá Futebol Clube, vejam:


Quando me disseram que o ex-vereador Sebastião Ferreirinha estava se mexendo para mudar o nome do Águia de Marabá, eu não acreditei. Ferreirinha, vale lembrar, é o presidente perpétuo do Águia e maior responsável pela permanência do desacreditado João Galvão como “técnico”do clube. Então li na imprensa que Ferreirinha estava inventando uma certa “Caravana da Vitória” (que vitória, cara pálida, se o campeão é o Paysandu?) ) para ir fazer proselitismo político (ele é candidato a deputado estadual pelo PT, não esqueçam) em municípios vizinhos, a pretexto de que o Águia não representa apenas os marabaenses e sim toda a região sul e sudeste do estado.
Está lá na reportagem do Diário de Carajás deste sábado (19/06) que Dennys Rocha, diretor de marketing do Águia, explica que a caravana circense “faz parte de um projeto amplo de marketing para “vender” o Água não apenas como um time de Marabá e sim da região”.
O que nem Dennys nem Ferreirinha dizem é que a pretexto de “vender” o time também já está certo de lhe mudar o nome para “Águia Futebol Clube”, como consta da logomarca feita para a ruidosa caravana da alegria. Aliás, se você prestar atenção, vai ver que até a ilustração da logomarca tem a cara do próprio Ferreirinha.



Vejam também alguns comentários sobre a nota:


Falei com o Ferreirinha e ele disse que a tesoura é para aparar a crista e a língua dos opositores dele. A escova é para esfregar na venta e na boca dos que ousarem falar mal dele na campanha à Assembléia Legislativa. Anônimo


Ribamar de Oliveira, www.ribamarribeirojunior.blogspot.com disse:
Campanha eleitoral descarada com o "time" de Marabá. Já ta na hora de uma mudança dessa cartolada toda.

Aqui nessa terra tudo vicia! Z-30- Bibi; Associação dos Aposentados- Zé Magalhães; Associação da Mulher - Grupo da Julia ROsa; Assoc de Sao Felix 1 e 2 - Carlito.... Sindecomar - Adelmo; e por ai vai os cara não gostam de alternância.

Deixa de onda ribamar, o ferrerinha tá avançando politicamente, veja só: PSDB - PTB - PSB agora PT, e o próximo é o teu PSOL! Deixa o cara queto segurando uma tesoura e uma escova de dente... he he he he Anônimo.


Publico este texto acima para dar uma pequena amostra do que é o esporte. Quer dizer, o Futebol. Algo que envolve milhões de pessoas e dinheiro e projetos pessoais e políticos. Mesmo propagando que incentiva o esporte, os políticos acabam incentivando campanhas políticas e estas precisam de dinheiro, muito dinheiro que poderiam incentivar centenas e centenas de projetos sociais e esportivos. É uma pequena que nossos governantes pensem mais em si mesmos, depois em seu grupo pessoal e ponto final. E o povo?!

sexta-feira, 18 de junho de 2010

157 - OS CAMPEÕES DE ITUPIRANGA






O Clube de Xadrez Marabá esteve presente à bela cidade de Itupiranga, região Sudeste do Estado, para promover o 3° Torneio de Xadrez da Escola Getúlio Vargas. A Escola está situada na Vilinha, distante 8 km da sede do município e tem como administradores o Professor Jorge Washington como diretor e a Professora Maria Aparecida como coordenadora pedagógica e ainda o excelente professor de Educação Física Arionaldo. A Escola inovou e introduziu o xadrez em suas aulas.


A Cidade fica na margem da rodovia federal BR-230, conhecida por todos como Transamazônica que, para chegar ao município de Itupiranga, ainda temos que percorrer extenso trecho em estrada de chão, embora, vimos pelo caminho 05 veículos tapando alguns buracos no trecho asfaltado, dando a impressão de ser uma estrada bem cuidada que, aliás, não é. Então, percorrer este longo trecho pode causa sérios problemas aos veículos. Pelo menos três veículos, principalmente caminhões, foram encontrados ao longo do caminho, sem contar a enorme poeira que deixa tudo invisível. Eita estradinha sem pai nem mãe. Arre.


O Torneio contou com a participação expressiva de 26 alunos da 2ª a 8ª série, promovido pelo sistema suíço, de forma manual, em 05 rodadas com o tempo de reflexão de 15 minutos. Os vencedores da 1ª e 2ª versões, Aldo César e Alexandre Brito estiveram ausentes, o primeiro, tinha saído para a roça e não voltou a tempo e o segundo, por não ser mais aluno da escola não pode participar.


O mais novo campeão é o atleta João Gomes Vieira Filho, tem apenas 12 anos, cursa a 6ª série do ensino fundamental e levou para casa o troféu personalizado com a bandeira do município. O jovem atleta tornou-se campeão invicto ao vencer aos seguintes adversários: Alessandra Santos, Marquivan Cruz, Marcelo Chaves, Marcos Chaves e Josué Paiva Silva.


O vice campeão foi o atleta Josué Paiva da Silva, tem 18 anos de idade, cursa a 8ª série. Perdeu apenas a partida que disputou com o vencedor do torneio. Venceu aos atletas: Anélio Santos, Tiago Silva dos Santos, Wilas Santos da Silva e Yuri Silva Souza. O vice campeão recebeu medalha como premiação.


O terceiro lugar foi o atleta Tiago Silva dos Santos, tem 18 anos de idade e cursa a 7ª série do fundamental. Conseguiu 4 vitórias e perdeu apenas na 2ª rodada para o 2° colocado. Derrotou aos atletas: Fernanda S. Conceição, Daniel Izidório, Jonathan S. Souza e Anécio Silva dos Santos. Perdeu apenas uma partida, foi na 2ª rodada para o forte Josué Paiva da Silva, vice campeão. E recebeu a medalha do torneio.


O quarto colocado foi o atleta Alexandre Carpegiani, aluno da 5ª série e tem apenas 10 anos de idade. Logrou êxito diante dos seguintes atletas: Jarlan Moreira, Yuri Silva Souza, Vinícius Marques e Marcelo Costa Chaves. Perdeu na 1ª rodada para o forte Jonathan S. Souza. Também recebeu bela medalha do 4° lugar.


O atleta Augusto Mirair Costa ficou na quinta colocação. Ele tem 16 anos de idade e cursa 8ª série do ensino fundamental. Venceu aos atletas: Davi Cavalcante, Kléber das Neves, Wilas Silva e Marcos Costa Chaves, perdeu apenas na 1ª rodada para Marcelo Chaves. Assim, também pôs no pescoço sua medalha.


Na sexta colocação tivemos o atleta Anélio Silva dos Santos, da 5ª série, de apenas 11 anos de idade. Jogou e venceu aos seguintes adversários: Fernanda Conceição, Marquivan da Cruz e Dalto Ramos. Teve um empate com seu irmão Anécio e perdeu apenas na rodada inicial para o atleta Josué Paiva, vice campeão. Também recebeu como premiação a medalha personalizada do evento.

156 - 3° TORNEIO DA ESCOLA GETÚLIO VARGAS É SUCESSO

Enfrentando todas as dificuldades que um esporte amador enfrenta, realizar um torneio de xadrez é deveras um feito incrível. Todas as forças de uma sociedade são convergentes para o senso comum e, conseqüentemente, oferecem o mesmo resultado. O apoio que o esporte poderia ter, também é convergente pois, o senso comum converge para a prática do futebol. O que fazer para mudar isto? Cada um assumir o seu ofício e pedir a Deus que ilumine o coração de todos para que possam ver algo mais além do senso comum. Como dizia o escritor brsileiro Nélson Rodrigues: "toda unanimidade é burra".


O pensamento de um organizador idealista, voluntário, comprometido em oferecer algo a mais aos seus pupilos é, nesta sociedade cada vez mais capitalista e individualista é algo muito nobre. Com essas palavras reconhecemos o trabalho do Professor Arionaldo. O trabalho do professor é acima de tudo humanitário. Não mede esforços para levar o melhor aos seus alunos. Seu esforço é tão grandioso que, ele mesmo, patrocina a premiação dos torneios realizados na escola aonde trabalha.

Também, merece reconhecimento o apoio prestado pela Coordenadora Pedagógica, professora Maria Aparecida que acredita na possibilidade de mudança de mentalidade, a partir do xadrez, de seus alunos.

O Diretor da Escola, Sr. Jorge Washington também incentivador do xadrez, diz que vê com bons olhos e acredita que a prática do xadrez trará benefícios que auxiliarão no melhor aprendizado em sala de aula.

O 3° Torneio da Getúlio Vargas vem superando todas as expectativas e se tornou modelo para outras escolas. Segundo o Professor Washington: vamos aproveitar que já temos o xadrez na Escola Getúlio Vargas e vamos apoiar os alunos da Escola Albertina Barreiros que possui mais de 1.500 alunos e um grupo de praticantes.

A Escola se vestiu de patriotismo ao ornamentar o salão de jogos com as bandeiras do Brasil, do Estado do Pará e do município de Itupiranga, aliás, a identificação das mesas, a confecção dos troféus e medalhas, tudo foi personalizado com a bandeira itupiranguense, numa prova de amor e civismo da Escola.
























sexta-feira, 11 de junho de 2010

155 - CURSO DE ARBITRAGEM DA FEXPA

A Fexpa através do Vice-Presidente Técnico e Arbitragem / Web Master / Árbitro Regional CBX 197 - Clauber Figueiredo Martins estará promovendo Curso de Formação de Árbitros Auxiliares CBX 2010 - Presencial, Teórico & Prático em ANANINDEUA/PA, no dias 19 e 20 DE JUNHO DE 2010 - das 08h30 as 12h30 / 14h00 - 18h30h com 30 VAGAS.


INVESTIMENTO: R$ 50,00 - (DEPÓSITO EM CONTA / PAGAMENTO NO DIA)
Clauber Figueiredo Martins
Caixa Econômica Federal / Ag: 0885 dv 013
Conta Poupança: 00137970-9
RG 5305512 / CPF 653.821.452-53


* Não sendo aceito depósito em Caixa Rápido, somente direto no Caixa ou Centro Lotérico.


PÚBLICO ALVO – PROFESSORES DA REDE PÚBLICA E PARTICULAR DE ENSINO / PROFISSIONAIS DE ED. FÍSICA
DIRIGENTES DE CLUBES E ENTIDADES DE XADREZ / PESSOAS DO MEIO ENXADRÍSTICO / ENXADRISTAS INICIANTES – INICIADOS E AVANÇADOS
OBJETIVOS – AMPLIAR O QUADRO DE ÁRBITROS DA REGIÃO NORTE/NORDESTE DO PAÍS, ASSIM COMO, DA ANDAMENTOS EM EVENTOS E TORNEIOS DE XADREZ NAS ENTIDADES QUE DESENVOLVAM ESSA NOBRE ARTE EM SEUS MEIOS (SOCIAIS / ESPORTIVOS OU LÚDICOS)




REQUISITOS MÍNIMOS
CONHECIMENTO EM MICROINFORMÁTICA - Obrigatório
TER O MÍNIMO CONHECIMENTO DE XADREZ
TER PRÓPRIO OU ACESSO A COMPUTADOR E MANUSEIO EM INTERNET




CONTEÚDO PROGRAMÁTICO
1. Sistemas de Competição no Xadrez: tabela Schuring, sistema suíço e ritmos de jogo.
2. Introdução às Leis do Xadrez da FIDE: Xadrez convencional, rápido e relâmpago
3. A organização do Torneio de Xadrez.
4. Sistemas de desempate no xadrez.
5. Questões de arbitragem.
6. Programas de Emparceiramento: Swiss Perfect e outros.
7. Preparação de regulamentos e relatórios dos torneios.
8. Embasamento das Novas Regras para Torneios CBX/FIDE 2010.


MATERIAL DIDÁTICO
CD-ROM contendo todo o material abordado no curso, contendo material em PDF – EXCEL – WORD – MANUAIS E SOFTWARES


MINISTRANTE CLAUBER FIGUEIREDO MARTINS
ÁRBITRO REGIONAL DA CBX / INSTRUTOR / PROFESSOR E TÉCNICO DE XADREZ
VP TÉCNICO E ARBITRAGEM DA FEXPA
COM MAIS 40 TORNEIOS ARBITRADOS


INFORMAÇÕES E INSCRIÇÕES
CLAUBER MARTINS – 91 84215705 / clauber@xadrezdonorte.com.br


ORGANIZAÇÃO
XADREZ DO NORTE - www.xadrezdonorte.com.br


REALIZAÇÃO
FEXPA – FEDERAÇÃO DE XADREZ DO PARÁ - www.fexpa.org.br

quinta-feira, 10 de junho de 2010

154 - ITUPIRANGA FORTALECE A PRÁTICA DO ENXADRISMO


A origem da cidade de Itupiranga, sede do município do mesmo nome, foi o povoado Lago Vermelho, fundada em 1896, por extratores de caucho, oriundos de Goiás. Inicialmente, pertencia ao município de Baião. Em 1912, durante o governo de Enéas Martins, com a criação do município de Marabá, passou a pertencer-lhe. Até que em 31 de dezembro de 1947 durante o primeiro governo de Moura Carvalho, a Lei no 62 criou o novo município de Itupiranga. A instalação ocorreu a 14 de julho de 1948.


Situada na Região do Sudeste Paraense a cidade de Itupiranga é bem mais próspera de desenvolvida do que aparenta. O seu jeito humilde esconde suas potencialidades e riquezas. Em primeiro lugar, é um município bastante extenso, sua área é de 7.879,995 km2, sete vezes a área física da Capital, que possui apenas 1.062 km2.


Nesta cidade de mais de 50 mil habitantes também há a prática do enxadrismo embora, poucos saibam disso. Por que? Porque a atividade ainda não recebe apoio do governo municipal e é incentivada na Escola Getúlio Vargas, periferia do município. E como foi que o xadrez chegou por lá? O professor de Educação Física, Arionaldo, participante de uma oficina de xadrez na Escola Magalhães Barata, em Marabá, de forma iluminada e generosa, há mais de três anos tem se dedicado também às aulas de xadrez.


O trabalho é grandioso e muito bonito, reconhece o presidente do Clube de Xadrez Marabá. O professor Ari, como é chamado, recebeu sinal verde da Diretora Maria Aparecida e das mães dos alunos. Segundo o professor, o comportamento dos alunos em suas aulas tem melhorado muito e por essa razão temos ensinado a todos os alunos que querem aprender mais este esporte.


Distante cerca de 45 quilômetros de Marabá, a Escola Estadual Getúlio Vargas vai realizar no próximo dia 18 de junho o 3º Torneio de Xadrez Escolar. O primeiro torneio ocorreu em 30/11/2008 com 11 participantes, em 2009 no dia 04 de dezembro com 17 e agora em 2010 com número recorde de participantes, serão 35 enxadristas. O vencedor do ano de 2009 foi o estudante Alexandre Brito dos Santos e o de 2008 foi o estudante aldo César B. Brinquedo.


O Clube de Xadrez Marabá é um dos apoiadores da iniciativa e espera que o evento possa chamar a atenção do Prefeito Municipal Benjamin Tasca, Secretarias de Educação e de Esportes e Lazer, além de diretores, professores e estudantes, para que esta ação bem sucedida possa chegar às demais escolas do município. Experiência neste sentido o município já possui, falta ampliar a oferta de oficinas, competições e, futuramente criar o Clube de Xadrez de Itupiranga.


Segundo Francisco Arnilson, do Clube de Marabá, se houver o mínimo de interesse do poder público municipal esta cidade vai despontar no cenário regional e até estadual. Pois, no Estado temos uma Federação, Clubes e a atividade está presente nos Jogos Estudantis do Pará e Itupiranga está ficando de fora, apenas porque, falta apoiar esta prática esportiva que é capaz de desenvolver intelectualmente os seus praticantes, além de desviá-los dos caminhos das drogas, prejudicial em todos os sentidos e, de forma até irreversível.

quarta-feira, 9 de junho de 2010

153 - CLÁUDIO FRANCISCO VENCE NO 5º TABULEIRO


A disputa do 5º tabuleiro envolveu os atletas dos municípios de Abel, Canaã e Parauapebas, já que os demais municípios não apresentaram seus atletas. O atleta de Canaã dos Carajás, Cláudio Francisco, não teve dificuldades ao conseguir o título de campeão no 5º tabuleiro. Aliás, muitos dos participantes poderiam formar o seleto grupo de jogadores fortíssimos da região, dentre eles o Cláudio Francisco.


Classificação Geral
Classificação do 5º tabuleiro
1º Cláudio Francisco, CANAÃ, 5 pts
2º Francisco Araújo, PARAUAPEBAS 4 pts
3º Marcos Vinícius, ABEL, 3 pts


O Campeão recebeu a seguinte premiação: Medalha e a importância de R$ 64,00 (sessenta reais).

152 - JÂNIO SANTOS É O MELHOR NO 4º TABULEIRO


No 4º tabuleiro a disputa ficou por conta de 4 fortes participantes com as ausências dos tabuleiros de Marabá e Rondon do Pará. Jânio Santos o vencedor do 5º tabuleiro demonstrou desempenho excelente ao obter importantes vitórias no tabuleiro. Pertence a equipe vencedora de Canaã dos Carajás, a classificação ficou assim:


Classificação 4º tabuleiro
Place Name
1º Jânio Santos, CANAÃ, 5 pts
2º Bruno Mauro V. Soares, PARAUAPEBAS, 3.5 pts
3º José Roberto de Jesus, REDENÇÃO, 3 pts
4º Yuri Nunes de Sousa, ABEL, 2.5 pts.


Além da medalha, o atleta ainda recebeu a premiação financeira no valor de R$ 96,00 (noventa e seis reais).

151 - MÁRCIO LARANJEIRAS É O MELHOR NO 3º TABULEIRO

No terceiro tabuleiro venceu o talentoso Professor de Xadrez, Márcio Laranjeiras, representando o município de Canaã dos Carajás,venceu quatro e empatou apenas uma partida. Em 2º lugar ficou o enxadrista de Redenção, o Professor de Xadrez Thomás Davi e em 3º Cláudio Luiz Oliveira Luz, do Cavaleiros da Dama. Em 4º lugar o Sr. Vauzenir José de Deus de Rondon do Pará e em 5º Eduardo de Sousa Mendes de Abel Figueiredo.

Classificação do 3º tabuleiro

1º Márcio Muniz Laranjeiras, CANAÃ, 4.5 pts
2º Thomás Davi C. Araújo, REDENÇÃO, 3.5 pts, 6.25 berger e 2 wins
3º Cláudio Luiz Oliveira Luz, PARAUAPEBAS, 3.5 pts, 5.75 berger e 2 wins
4º Vauzenir José de Deus, RONDON, 2 pts
5º Eduardo Sousa Mendes, ABEL, 1.5 pts.


O atleta Márcio Laranjeiras ganhou uma bela medalha e premiação financeira no valor R$ 128,00 (cento e vinte e oito reais). Parabéns.

150 - ALYSON PEREIRA VENCE NO 2º TABULEIRO


No 2º tabuleiro tivemos a participação espetacular do jovem enxadrísta Alyson Pereira que ficou com o 1º lugar. Este brilhante atleta desponta no momento com uma ótima condição de crescimento. Devido a sua idade, tem apenas 18 anos, tem elevado potencial de ascenção. Caso tenha apoio e competições na região e no Estado do Pará, poderá subir e chegar a condição de Mestre de Xadrez no Pará. Sua capacidade, segundo Francisco Arnilson é superior a de muitos enxadristas da capital e precisa ser acompanhado com muito carinho.


Em 2º lugar o fortíssimo enxadrista de Parauapebas, Rodrigo Leal, obteve ótimo desempenho, perdendo apenas uma partida para o jovem Alyson. Na 3ª colocação tivemos o atleta de Rondon do Pará, Válter Novaes (o Valtinho), pessoa finíssima, educada e que fez bonito no tabuleiro, o 4º lugar ficou com Mauro Pires de Moraes, de Abel Figueiredo, cidade que vem crescendo e desenvolvendo intelectualmente a sua população. O talentoso enxadrista Lino Ataíde, de Redenção, ficou em 5º, espera o apoio do Clube de Marabá para popularizar o xadrez, com o apoio do poder público municipal. Na 6ª colocação o enxadrista Francisco Arnilson, representante de Marabá, que não teve um bom desempenho.


Classificação do 2º Tabuleiro
1º Alyson Pereira, CANAÃ, 5 pts
2º Rodrigo Leal, PARAUAPEBAS, 4 pts
3º Válter Novaes de Souza,RONDON, 3 pts
4º Mauro Pires de Moraes, ABEL,2 pts;
5º Lino Ataíde, REDENÇÃO, 1 pt
6º Francisco Arnilson, MARABÁ, 0 pt


O atleta Alyson recebeu ao final da competição medalha e a importância de R$ 160,00 (cento e sessenta reais).

149 - ADRIANO CUNHA - O MELHOR ENXADRISTA DA COPA SUDESTE DO PARÁ


Nas disputas individuais ocorreram 05 competições em paralelo. Cada uma delas elegendo os melhores por nível de força. O 1º tabuleiro foi o enxadrista campeão em sua cidade e disputou contra outros campeões, foi a competição individual mais forte da Copa Sudeste, com um representante de cada município.


O atleta Adriano Cunha, representante do município de Canaã dos Carajás venceu as disputas do 1º tabuleiro de forma invicta, tornando-se o melhor enxadrista da Região Sudeste. Este atleta tem um temperamento calmo, tranquilo, possui vasto conhecimento técnico e alto poder de concentração.


O representante de Redenção Valderlane Freitas é outro forte enxadrista da região, ficou em 2º lugar. O atleta de Abel Figueiredo Sebastião Costa e Silva pode sentir seu poder de fogo e conseguiu ótima classificação, ficando em 3º lugar. O quarto lugar ficou para o jovem enxadrista de Parauapebas, Werlles Milhomen, o 5º lugar ficou com Paulo Pedro Ribeiro (Paulo Terras), dirigente do Clube de Enxadristas de Rondon do Pará e o 6º colocado Franklyn Kenny representando Marabá.


Classificação do 1º Tabuleiro:
1º Adriano Cunha - CANAÃ, 4.5 pts, 9.25 berger, 14.5 progress e 4 wins
2º Valderlane Freitas Santana - REDENÇÃO, 4 pts, 6.50 berger, 10 progress e 4 wins
3º Sebastião Costa Silva, ABEL FIGUEIREDO, 3 pts, 3.50 berger, 10 progress e 3 wins
4º Werlles Milhomen, PARAUAPEBAS, 2.5 pts, 3.25 berger, 9.5 progress e 2 wins
5º Paulo Pedro Ribeiro Souza, RONDON, 1 pt, 1 wins
6º Franklyn Kenny Araújo, MARABÁ, 0 pt.


O genial Adriano Cunha foi premiado com medalha e a importância de R$ 192,00 (cento e noventa e dois reais). Parabéns.

terça-feira, 8 de junho de 2010

148 - CANAÃ DOS CARAJÁS VENCE A COPA SUDESTE POR EQUIPES E ESTABELECE HEGEMONIA





Os melhores enxadristas da Região Sudeste estiveram presentes a 2ª Copa Sudeste do Pará, maior evento enxadrístico regional, realizado na Escola Municipal José Mendonça Virgulino, cidade de Marabá neste domingo (06/06), envolvendo os municípios de Abel Figueiredo, Canaã dos Carajás, Marabá, Parauapebas, Redenção e Rondon do Pará.


A Copa reuniu 24 atletas na fase final, representando 06 municípios e ofereceu premiação de troféus, medalhas e a importância de R$ 640,00 (seiscentos e quarenta reais), distribuídos entre os campeões por tabuleiro, desta forma, coube ao campeão do 1º tabuleiro a importância de R$ 192,00 (cento e noventa e dois reais). Ao campeão do 2º, a importância de R$ 160,00 (cento e sessenta reais). Ao melhor 3º tabuleiro,a importância de R$ 128,00 (cento e vinte e oito reais). O campeão do 4º, a importância de R$ 96,00 (noventa e seis reais) e ao melhor 5º tabuleiro a importância de R$ 64,00 (sessenta e quatro reais).


A grande maioria dos municípios vieram em peso prestigiar e disputar a Copa de Xadrez, como é o caso de Abel Figueiredo, Canaã dos Carajás e Parauapebas, todos com 05 atletas. O município de Redenção e Rondon do Pará trouxeram 04 e 03 atletas respectivamente. Representando o município de Marabá estiveram Francisco Arnilson de Assis (organizador da Copa Sudeste) e Franklyn Kenny, os demais não justificaram suas ausências.


Algumas delegações tiveram apoio oficial, como é o caso da delegação de Abel Figueiredo,o próprio Secretário de Esportes e, acompanhou e incentivou seus atletas.


A delegação de Parauapebas e Canaã dos Carajás foram prestigiadas pelo presidente do Clube Cavaleiros da Dama e do Coordenador do Departamento de Xadrez, da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer de Parauapebas que disponibilizou um ônibus para trazer seus preciosos enxadristas.


O evento foi disputado pelo Sistema Schuring por Equipes, um contra todos,ou seja, todos enfrentando-se entre si com o tempo de 21 (vinte e um) minutos de reflexão. Também houveram as disputas individuais, cabendo a cada atleta, por nível de força demonstrar oseu talento no primeiro, segundo, terceiro, quarto e quinto tabuleiros, computando-se no final o resultado para cada equipe.


A fortíssima equipe de Canãa dos Carajás formada pelos brilhantes atletas: Adriano Cunha, Alyson Pereira, Márcio Laranjeiras, Jânio Santos e Cláudio Francisco venceu a disputa por Equipes com 24 pontos em 25 possíveis, assegurando a hegemonia do Xadrez do Sudeste do Pará.


A equipe de Parauapebas com 17,5 pontos ficou em 2º lugar, formada pelos geniais atletas Werlles Milhomen, Rodrigo Leal, Cláudio Luz, Bruno Mauro e Francisco Araújo. Os resultados de Canaã dos Carajás e Parauapebas é reflexo do excelente trabalho que é realizado naqueles municípios, graças ao Clube Cavaleiros da Dama, sob o comando dos abnegados Carlos Alessander, Cláudio Luz e do inteligente Márcio Laranjeiras e o Departamento de Xadrez, coordenado pelo Prof. Francisco Araújo, entidade ligada a Secretaria Municipal de Esportes sob o comando do competente secretário Anderson Moratório, todos de parabéns.


A jovem equipe de Abel Figueiredo não veio para brincadeiras e conseguiu excelente resultado, ficando na 3ª colocação, com 12 pontos, meio ponto a mais que Redenção. A equipe comandada pelo baluarte do xadrez Sebastião Costa e Rubens (Secretário de Esportes), veio completo com os seguintes atletas: Sebastião Costa, Mauro Moraes, Eduardo Mendes, Yuri Nunes e Marcos Vinícius.


Em 4º lugar por equipes ficou a Cidade de Redenção, tendo a frente o maestro Valderlane de Freitas Santana conseguiu ótimo resultado demonstrando que o trabalho que vem sendo promovido na Cidade e sobretudo nas Escolas já está dando resultados. A equipe foi composta pelos atletas Valderlane Freitas, Lino Ataíde, Thomas Davi e José Roberto. Segundo Valderlane, o município está prestes a implantar Projeto de Ensino de Xadrez nas Escolas, a proposta já conta com professores nomeados. Parabéns.


Na 5ª colocação Rondon do Pará ao totalizar 6 pontos, conseguiu deixar a lanterna da competição para o municipio de Marabá. Para o dirigente do Clube de Enxadrísticas de Rondon do Pará, Paulo Terras, vamos aumentar o número de praticantes e melhorar ainda mais nossa condição técnica fazendo maior intercâmbio com Abel e Marabá. A equipe foi formada pelos atletas Paulo Terras, Válter Novaes e Vauzenir José de Deus.


Em 6º e último lugar a equipe de Marabá foi representada pelo presidente Francisco Arnilson e o atleta Franklyn Kenny. Os demais atletas, sem justificativas, deixaram o barco à deriva, ocasionando o fracasso e a última colocação. Que o esporte de Marabá precisa melhorar, não há dúvidas. O resultado demonstra que o Esporte Amador precisa de apoio e de uma maior divulgação por parte da imprensa.


Classificação Por Equipes:
1º Canaã dos Carajás - 24 pts, 217.50 berger 74.0 progress e 5 wins
2º Parauapebas - 17.5 pts, 130.75 berger, 61.5 progress e 3 wins
3º Abel Figueiredo - 12 pts, 70.00 berger, 35.0 progress e 3 wins
4º Redenção - 11.5 pts, 85.75 berger, 31.5 progress e 2 wins
5º Rondon do Pará - 6 pts, 35.50 berger, 15.0 progress e 1 win
6º Marabá - 0 pts, 0.00 berger, 0.0 progress e 0 win

sábado, 5 de junho de 2010

147 - AONDE FICA A ESCOLA JOSÉ MENDONÇA VIRGOLINO?



O local da competição foi definido nesta manhã de 27/05, será na Escola Municipal José Mendonça Virgulino, na Avenida Getúlio Vargas, 275 (próximo ao cruzamento da Av. Antônio Maia). Nas proximidades da escola fica uma feira popular e vizinho ao Ginásio do Osorinho. A Escola fica nas proximidades da Câmara Municipal de Vereadores e Praça Duque de Caxias, não muito distante da Orla do Tocantins.


O Clube de Xadrez aproveita a oportunidade para agradecer ao Jornalista Patrick Roberto pela publicação de matéria: Final da Copa Sudeste em Marabá neste domingo, com fotos dos troféus e foto da Copa Parauapebas.


A Copa Sudeste acontece em sua 2ª versão e desta feita terá a participação dos municípios de Abel Figueiredo, Canaã dos Carajás, Marabá, Parauapebas, Redenção e Rondon do Pará.


O horário do início da competição está marcado para as 13h30 com a realizaçao do Congresso Técnico e a realização da 1ª rodada a partir das 14h00.

sexta-feira, 4 de junho de 2010

146 - TROFÉUS E MEDALHAS PERSONALIZADAS NA COPA SUDESTE


Os atletas dos municípios participantes da 2ª Copa Sudeste do Pará disputarão uma competição geral por equipes e outras individuais. As equipes levarão para suas cidades os troféus de Município Campeão, Município Vice-Campeão, Município 3º, 4º e município 5º colocado. Todos eles personalizados, prevalecendo as cores branca e preta.


Os atletas também estarão disputando premiação na forma de medalhas. Serão entregues medalhas do 1º ao 5º tabuleiros da 1ª a 5ª colocação. As medalhas e os troféus foram produzidos pela KWS Designer em madeira utilizando a técnica do cracolê.


A premiação foi ofertada pelo Sindicom por meio dos generosos Paulinho e Neto.


Boa sorte aos competidores.

quinta-feira, 3 de junho de 2010

145 - É HORA DE AGRADECER







Aproxima-se o encerramento do maior esportivo regional de xadrez, a 2ª Copa Sudeste do Pará, com a participação de 06 municípios e após percorrer mais de 2036 quilômetros, o evento chega na cidade sede para realizar a fase final, neste 06 de junho, na Escola Mendonça Virgulino a partir das 13h30 com a realização do congresso técnico.


Este grande evento esportivo contou com a confiança e o apoio de diversas pessoas e, todas elas prestaram depoimentos de incentivos para que a prática enxadrística permaneça promovendo o esporte e a inclusão social. Neste momento, o Clube de Xadrez aproveita para agradecer e reconhecer os esforços que tornaram este, no maior evento enxadrístico do Estado do Pará da atualidade, nossos agradecimentos e reconhecimentos para:


Abel Figueiredo
Rubens, Secretário de Esportes
Sebastião Costa, Professor


Canaã dos Carajás
Carlos Alessander, Cavaleiros da Dama
Márcio Muniz, professor de Xadrez


Marabá
Rádio Itacaiúnas
Rádio Clube
Jornal Opinião
Jornal Correio do Tocantins
TV Eldorado, SBT
Germana, Restaurante Frango Dourado
José Carneiro, empresário
Laura Araújo
Franklyn Kenny
Paulinho e Neto do Sindicom
Aparecida e Lucília, Escola José Mendonça Virgulino


ParauapebasCláudio Luz, Cavaleiros da Dama
Adriano Cunha, Vale
Francisco Araújo, Depto de Xadrez
Darci Lernem, Prefeito Municipal
Anderson Moratório, Secretário de Esportes
Cláudio Feitosa, Secretário de Cultura
TV Liberal


Redenção
Valderlane de Freitas Santana, Clube de Xadrez Redenção
Renildo, vice-diretor da Escola Maria Benta
Wagner Fontes, prefeito de Redenção


Rondon do Pará
Paulo Terra, Clube de Enxadristas de Rondon do Pará


Parabéns a todos os selecionados à disputarem a fase final da 2ª Copa Sudeste do Pará:


Abel Figueiredo:
Sebastião Costa Alves
Mauro Pires Moraes
Eduardo de Sousa Mendes
Yuri Nunes de Sousa
Marcos Vinicios Sousa da Silva


Canaã dos Carajás
Adriano Cunha
Alyson Pereira Chaves
Márcio Muniz Laranjeiras
Jânio Santos
Cláudio Francisco


Marabá
Carlos Eduardo Ramalho
Janos Michael Karoly
Franklyn Kenny Araújo
Laura Araújo Souza
Francisco Arnilson Assis


Parauapebas
Werlles Milhomen
Wigor da Paz Silva
Rodrigo Ferreira Leal
Cláudio Luiz Oliveira Luz
Bruno Mauro V Soares


Redenção
Valderlane Freitas
Francisco Alves Filho
Lino Ataíde
José Carlos Lopes
Thomás Davi C. Araújo


Rondon do Pará
Paulo Pedro Ribeiro de Souza
Carlos José Barbosa
Valter Souza Novais
Ivan Santana
Vauzenir José de Deus


A todos os atletas.
A Deus.

quarta-feira, 2 de junho de 2010

144 - REGULAMENTO GERAL DA 2ª COPA SUDESTE DO PARÁ


2ª COPA SUDESTE DO PARÁ
Regulamento Geral

Art. 1° : A 2ª Copa Sudeste do Pará de Xadrez tem por objetivo estimular a prática do enxadrismo na região e apontar os melhores enxadristas integrantes das equipes municipais, visando participarem da 2ª COPA SUDESTE DO PARÁ, que apontará os melhores enxadristas da região Sudeste, categorias individual e por equipes. A competição será organizada pelo Clube de Xadrez Marabá que elaborará calendário com a participação das diversas cidades interessadas ou convidadas.
Art. 2° : Cada município participante realizará sua Copa Municipal, em conformidade com este regulamento geral e cronograma, classificando os 05 (cinco) melhores atletas. Os atletas comporão equipes representando os municípios para disputarem a 2ª COPA SUDESTE DO PARÁ.
Art. 3° : As Copas municipais receberão o nome da Cidade. Assim, apenas para exemplificar, a Copa em Eldorado dos Carajás será denominada de: Copa Eldorado dos Carajás.
Art. 4° : A participação dos municípios ocorrerá mediante convite ou solicitação de inscrição ao Clube de Xadrez Marabá e ao pagamento de taxa de participação.
Art. 5° : As inscrições dos participantes nas copas municipais serão de inteira responsabilidade de seus organizadores locais. Será cobrada uma taxa no valor de R$ 10,00 para maiores e R$ 5,00 para menores de 18 anos. Será permitida a participação de enxadristas de qualquer idade, sexo ou categoria, desde que atendam os termos deste regulamento.
Art. 6° : É permitida a participação de um mesmo atleta em mais de uma competição municipal, desde que este não esteja na condição de classificado em competição anterior. O atleta infrator será eliminado e substituído por enxadrista que o suceda na classificação, ou na impossibilidade, a equipe ficará desfalcada de um enxadrista, se for o caso.
Art. 7° : Serão obedecidas as regras da FIDE e da CBX em vigor e as constantes neste regulamento.
Art. 8° : As COPAS MUNICIPAIS serão disputadas adotando-se o software Swiss Perfect-98, com o tempo de reflexão de 21 minutos, promovidas conforme abaixo:
§ 1° pelo Sistema Schuring se o número de participantes for inferior a 08 participantes.
§ 2° pelo Sistema Suíço em 05 rodadas a partir de 08 participantes.
Art. 9° : A 2ª COPA SUDESTE DO PARÁ será realizada no município sede, em um único dia, disputada entre as equipes municipais, com o tempo de 20 (vinte) minutos de reflexão pelo Sistema Schuring de emparceiramento. As disputas ocorrerão conforme a seguir:
§ 1º - enfrentar-se-ao o 1° tabuleiro da equipe “x” versus o 1° da equipe “y”. O 2° da equipe “x” versus o 2° tabuleiro da “y”.
§ 2° - alternar-se-á as cores das peças onde o jogador do 1° tabuleiro jogará de brancas, o 2° tabuleiro de negras, o 3° tabuleiro de brancas, o 4° tabuleiro de negras e o 5° tabuleiro de brancas.
Art. 10° : A pontuação de cada disputa por equipe apontará entre os resultados possíveis a seguir: 5,0x0,0; 4,5x0,5; 4,0x1,0; 3,5x1,5; 3,0x3,0; 2,5x2,5; 2,0x3,0; 1,5x3,5; 1,0x4,0; 0,5x4,5 e 0,0x5,0.
Art. 11° : Critérios de desempate em conformidade com o art. 8°, seja para as Copas Municipais, seja para COPA SUDESTE, competidores por equipes ou individuais, conforme abaixo:
§ 1° - se, por acaso, a competição for realizada pelo Sistema Schuring em concordância com o art. 8°, adotar-se-á os seguintes critérios: a) Berger; b) Progress; c) maior número de vitórias com as peças negras; d) confronto direto e e) sorteio.
§ 2° - se, por acaso for realizada pelo Sistema Suíço adotar-se-á os critérios: a) Buchholz; b) Median Buchholz; c) Progress; d) Confronto Direto; e) Número de vitórias com as negras e f) sorteio.
Art. 12° : O Comitê de Apelação será definido no congresso técnico, momentos antes do início das disputas. Ele será composto pelo diretor da competição e mais 2 jogadores representantes dos jogadores, que apreciarão os recursos impetrados contra a arbitragem relativamente a aspectos de natureza técnica sendo apreciados por este Comitê, por escrito, num prazo máximo de 5 minutos após o término da rodada. O apelante deverá no ato de seu recurso depositar a importância de R$ 100,00 (cem reais), que lhe será devolvido, apenas, caso seja declarado o vencedor da causa.
Art. 13° : O Enxadrista ou equipe que deixar de comparecer a 02 (duas) rodadas, seguidas ou alternadas, sem uma boa justificativa, será automaticamente eliminado da competição;
Art. 14° : De acordo com as determinações da FIDE, será terminantemente proibido fumar no recinto de jogo, portar ou usar telefone celular, mesmo sendo no silencioso, disc-man e outros softwares ou qualquer outro aparelho de comunicação.
Art. 15° : Os atletas classificados para a final deverão confirmar sua participação com o pagamento de taxa no valor de R$ 20,00 (vinte reais).
Art. 16° : A premiação ocorrerá conforme abaixo:
§ 1º - Copas Municipais a critério dos organizadores municipais.
§ 2º - Premiação por equipes, conforme o exposto a seguir:
a) Equipe 1º lugar – Troféu;
b) Equipe 2º lugar – Troféu;
c) Equipe 3º lugar – Troféu;
d) Equipe 4º lugar – Troféu;
e) Equipe 5º lugar – Troféu.
§ 3º - Premiações Individuais:
1º Tabuleiro – 1º lugar – Medalha e 30% das inscrições da Fase Final;
– 2º lugar – Medalha;
– 3º lugar – Medalha;
– 4º lugar – Medalha;
– 5º lugar – Medalha.
2º Tabuleiro – 1º lugar - Medalha e 25% das inscrições da Fase Final;
– 2º lugar – Medalha;
– 3º lugar – Medalha;
– 4º lugar – Medalha;
– 5º lugar – Medalha.
3º Tabuleiro – 1º lugar - Medalha e 20% das inscrições da Fase Final;
– 2º lugar – Medalha;
– 3º lugar – Medalha;
– 4º lugar – Medalha;
– 5º lugar – Medalha.
4º Tabuleiro – 1º lugar - Medalha e 15% das inscrições da Fase Final;
– 2º lugar – Medalha;
– 3º lugar – Medalha;
– 4º lugar – Medalha;
– 5º lugar – Medalha.
5º Tabuleiro – 1º lugar - Medalha e 10% das inscrições da Fase Final;
– 2º lugar – Medalha;
– 3º lugar – Medalha;
– 4º lugar – Medalha;
– 5º lugar – Medalha.
Art. 16° : Os casos omissos serão resolvidos pela direção da competição.
Art. 17° : Os organizadores deverão, na medida do possível adotar a seguinte programação:


Programação Matutina Programação Vespertina
Eventos Horários Eventos Horários
Congresso Técnico 08:30 h Congresso Técnico 13:30 h
1ª Rodada 09:00 h 1ª Rodada 14:00 h
2ª Rodada 09:40 h 2ª Rodada 14:40 h
3ª Rodada 10:20 h 3ª Rodada 15:20 h
4ª Rodada 12:00 h 4ª Rodada 16:00 h
5ª Rodada 12:40 h 5ª Rodada 16:40 h


Art. 18° : O Enxadrista que não participar do Congresso Técnico, independentemente dos motivos, se obriga a acatar integralmente, o que nele for decidido ou informado pela Organização e Arbitragem, do que, inclusive, não será aceito APELAÇÃO.


Marabá, PA 02 de junho de 2010
Francisco Arnilson de Assis
Clube de Xadrez Marabá